Esporte | Não decolou!

Agência não reserva passagens e Sampaio fica "preso" em aeroporto de São Luís

Falha da agência de viagens, contratada pela CBF, causou atraso, de pelo menos, cinco horas na chegada do time em São Paulo
29/05/2019 às 15h40
Agência não reserva passagens e Sampaio fica "preso" em aeroporto de São Luís Voo do Sampaio era às 10h30 e ficou para às 15h55 (Aeroporto area de embarque)

SÃO LUÍS – Antes mesmo de entrar em campo para enfrentar o Palmeiras, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Sampaio Corrêa já está enfrentando dificuldades. Isso porque ao chegar na manhã, na manhã desta quarta-feira (29), ao aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís, a delegação tricolor descobriu que a agência responsável pelas reservas das passagens, que é contratada pela CBF, não havia feito a compra das passagens. Por conta desse contratempo, o time maranhense chegará na capital paulista com, pelo menos, cinco horas de atraso.

A viagem, segundo a assessoria de comunicação do Sampaio, estava marcada para as 10h30 desta quarta-feira (29), mas com esse problema a delegação ficou com o embarque para 15h55, com chegada prevista às 22h50 em São Paulo. No horário inicial, a delegação chegaria às 17h50 em São Paulo. “Um desgaste extra para toda a delegação”, diz nota publicada no site do clube.

O presidente do Sampaio, Sérgio Frota, também, falou sobre os transtornos causados por essa falha.

“Não queremos nada além dos nossos direitos, e respeito pela instituição. Tínhamos uma logística toda pronta, para chegarmos no horário determinado e ter o repouso adequado para a partida. Agora, teremos esse desgaste extra, por conta do completo descaso da Pallas e da CBF, que nos fará perder um dia inteiro em aeroportos, tendo um jogo extremamente complicado no dia seguinte. É um absurdo”, disse o mandatário boliviano.

Palmeiras e Sampaio se enfrentam, nesta quinta-feira, às 20h, no estádio Allianz Parque, em duelo válido pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte