problemas de saúde

Após encontro com Mbappé, Pelé é internado em um hospital de Paris

O ex-jogador teve uma crise de tetania durante a noite e, por precaução, foi transportado de seu hotel para um hospital, onde ainda está nesta quarta

Estadão Conteúdo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h25
Pelé e o atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain.
Pelé e o atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain. (PELÉ)

BRASIL - Pelé foi internado na noite de terça-feira em hospital de Paris, na França, pouco depois de ter se encontrado com o atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, em um evento de um patrocinador em comum. De acordo com a rádio francesa RMC Sport, o ex-jogador, de 78 anos, ídolo do Santos e da seleção brasileira, sentiu uma crise de tetania durante a noite e, por precaução, foi transportado de seu hotel para um hospital, onde ainda está nesta quarta.

Tetania provoca formigamento e adormecimento das extremidades do corpo, além de contrações de músculos. A crise pode provocar sudorese (transpiração excessiva) e vômitos. A rádio francesa informou que o staff de Pelé declarou que o caso não é grave.

O evento que Pelé teve com Mbappé na terça-feira estava programado para o ano passado, mas teve de ser adiado por problemas de saúde do brasileiro. Na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, ele abriu mão da honra de acender a pira olímpica por problemas de mobilidade.

Mais tarde, em dezembro de 2017, no sorteio da Copa do Mundo de 2018, em Moscou, na Rússia, Pelé participou do evento em uma cadeira de rodas por causa de dores no quadril. Em novembro de 2014, ele passou por tratamento intensivo após uma infecção urinária.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.