Esporte | Carioca

Fluminense e Botafogo fazem, neste domingo (17), clássico no Maracanã

Tricolor quer encaminhar classificação e o Glorioso, em situação delicada, ainda quer seguir vivo
Gazetapress17/03/2019 às 07h00
Fluminense e Botafogo fazem, neste domingo (17), clássico no MaracanãPaulo Henrique em treino do Fluminense (Divulgação/Fluminense)

Rio de Janeiro - Fluminense e Botafogo fazem o clássico da quarta rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, às 19h(de Brasília) deste domingo, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ). O Tricolor, embalado pela vitória de 3 a 0 sobre o Boavista, a segunda consecutiva na competição, vai encaminhar a classificação para as semifinais em caso de um triunfo. Isso por que lidera o Grupo B com dez pontos. Já o Glorioso, que venceu o Madureira por 2 a 1, de virada, na jornada passada, segue em situação delicada, com quatro pontos no Grupo C. Um tropeço pode representar a eliminação precoce do atual campeão. O jogo deve marcar a estreia do meia Diego Souza, contratado junto ao São Paulo, no Glorioso.

Fernando Diniz, treinador do Fluminense, entende que o jogo de domingo será complicado apesar do momento delicado do Botafogo. "Trata-se de um clássico, um jogo complicado, a precisamos sempre esperar equilíbrio. Vamos mandar a campo uma equipe em condições de brigar pela vitória, mesmo respeitando o adversário", disse Diniz.

Zé Ricardo, treinador do Botafogo, sabe que o time vem sofrendo na competição, mas entende que é possível embalar. "O Botafogo poderia estar em uma situação melhor na tabela de classificação, mas infelizmente não podemos mudar o que passou no Campeonato Carioca. O jogo contra o Fluminense é uma oportunidade de embalarmos, apesar de sabermos como o clássico sempre traz um alto grau de dificuldade", afirmou o treinador do Botafogo.

Conscientes da obrigação de ganhar os três próximos compromissos, os botafoguenses preferem pensar em um jogo de cada vez. "O Fluminense é um clássico e como tal é muito complicado. Portanto, devemos manter o nosso foco nesta atividade. O fundamental agora é trabalharmos no sentido de somar os três pontos em cada jogo de uma vez. Pensando no próximo desafio e sem nos preocuparmos com o total da pontuação", afirmou o zagueiro Marcelo Benevenuto.

Escalações

Em termos de escalação, no Fluminense, o zagueiro Digão, que se recupera de fratura da fíbula da perna esquerda, continua de fora, cedendo a vaga para Léo Santos. Apesar de ter sido substituído contra o Boavista com dores na perna direita, o meia Paulo Henrique Ganso tem escalação assegurada. Porém, alguns titulares podem ser preservados por conta do duelo de quinta-feira contra o Antafogasta, no Chile, pela Copa Sul-Americana.

No Botafogo a estreia de Diego Souza deve ser mesmo a grande atração. Com a chegada do jogador, é possível que Luiz Fernando ou Kieza perca a condição de titular. O meia chileno Leonardo Valencia, recuperado de uma virose, fica à disposição. Assim, deve ocupar o posto de Gustavo Ferrareis.

Pelo regulamento da Taça Rio as equipes do Grupo B duelam com as do Grupo C e ao fim os dois melhores colocados se garantem nas semifinais. Já os dois piores colocados na classificação geral terão que dispoutar a Seletiva do próximo ano.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE X BOTAFOGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de março de 2019 (Domingo)
Horário: 19h(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Andréa Marcelino de Sá (RJ)

FLUMINENSE: Rodolfo, Gilberto, Matheus Ferraz, Léo Santos e Caio Henrique; Airton, Dodi e Paulo Henrique Ganso; Luciano, Everaldo e Yony González
Técnico: Fernando Diniz

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Jonathan; Gustavo Bochecha, Cícero, Leonardo Valencia e Erik; Diego Souza e Kieza (Luiz Fernando)
Técnico: Zé Ricardo

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.