Polícia | Tragédia

Campo de Perizes: mudança de pista gera grave acidente na BR-135

Duas carretas colidiram ontem resultando em uma pessoa morta e duas feridas; motorista teria dormido ao volante ao passar por um trecho em mão dupla devido problemas na outra pista
Ismael Araújo14/02/2019
Campo de Perizes: mudança de pista gera grave acidente na BR-135As carretas ficaram parcialmente destruídas com a colisão em Campo de Perizes (Divulgação)

SÃO LUÍS - Acidentes de trânsito com morte continuam ocorrendo na BR-135, no trecho de Campo de Peris que foi duplicado recentemente. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou nessa localidade uma colisão entre duas carretas que resultou na morte de Douglas José Teixeira de Sousa, de 32 anos, e deixou dois feridos. No ano passado, três casos foram registrados nesse trecho dessa rodovia federal, e oito pessoas perderam a vida.

Antônio Noberto, assessor de comunicação da Polícia Rodoviária Federal, declarou que no segundo semestre do ano passado, o sentido decrescente da rodovia usada para ter acesso à Ilha teve uma parte interditada para reparos pelo DNIT. Um trecho da pista nova vem sendo usada pelos dois fluxos e isso acabou ocorrendo esse acidentes graves com mortes.

O trânsito nesse trecho da rodovia ficou engarrafado nas duas pistas. Veículos de carga, passeio, ônibus e até mesmo motocicletas estavam parados ao longo da via. Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e também era possível observar cargas espalhadas pela estrada, inclusive tinta.

Uma das carretas estava com a frente destruída e com as vítimas ensanguentadas na cabine. Os integrantes do Corpo de Bombeiros também foram acionados e estiveram no local do acidente.

Colisão

Antônio Noberto, informou que o condutor da carreta Baú, Douglas Tenório, saiu da capital por volta das 5h30, acompanhado de uma mulher. Ele teria dormido no volante quando passava pelo trecho de Campo de Peris, invadiu a pista contrária e colidiu com uma outra carreta, que transportava tinta.

O condutor dessa carreta ainda tentou evitar uma colisão frontal e sofreu ferimentos nos braços. Enquanto o motorista do outro veículo sofreu várias lesões, principalmente na cabeça e morreu ainda no local. A passageira também ficou lesionada na cabeça, foi atendida pelos socorristas do Samu e levada para um hospital da capital.

Os peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) foram acionados e o corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, para a autópsia e até o período da tarde de ontem não havia sido liberado para os familiares. A vítima era natural do estado de Pernambuco.

Mais casos

Três acidentes nesse trecho da BR-135, ocorreram durante o ano passado. Um deles no dia 30 de novembro envolvendo um veículo Nissan Frontier prata, de placas não identificadas, colidiu de forma frontal com um Ecosport, de placas não identificadas, que resultou na morte de duas pessoas.

O outro caso ocorreu na tarde do dia 6 de junho e resultou na morte do empresário Gerson Henrique Carvalho Guimarães, de 47 anos. A vítima estava conduzindo um veículo, segundo a PRF, em uma velocidade acima da permitida e acabou derrapado na via molhada. Ela sofreu várias fraturas e morreu ainda no local e uma pessoa ficou gravemente ferida.

A PRF também registrou outro acidente na madrugada do dia 24 de maio, envolvendo um ônibus da empresa Guanabara e um carro de passeio que deixou um saldo de cinco mortes.

De acordo com a PRF, o acidente aconteceu já no trecho duplicado da BR-135, quando o carro de passeio, modelo Gol, cor preta, placas OJA-9044, vindo da cidade de Arari, reduziu a velocidade para passar em um quebra-molas e foi colidido pelo ônibus da Guanabara, que não conseguiu frear. O carro foi jogado para o canteiro central e ficou destruído. As vítimas ficaram presas nas ferragens e resgatadas pelos integrantes do Corpo de Bombeiros Militar.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte