Política | Governo federal

Flávio Dino critica medidas anunciadas a bancos públicos

Para o comunista, ações vão acabar encolhendo as instituições financeiras estatais e beneficiando os bancos privados
Ronaldo Rocha08/01/2019 às 11h50
Flávio Dino critica medidas anunciadas a bancos públicosPaulo Soares

O governador Flávio Dino (PCdoB) em gozo de férias concedidas a si próprio, criticou em seu perfil, em rede social, as medidas anunciadas pelo Governo Federal para os bancos públicos do país.

Para o comunista, as medidas vão acabar encolhendo as instituições financeiras estatais e beneficiando os bancos privados.

“Uma das formas de combater o perverso oligopólio de bancos privados no Brasil é termos um forte sistema de bancos públicos que melhore a concorrência e serviços. Ou seja, se BB, Caixa e BNDES vão encolher, quem ganha é o oligopólio dos bancos privados. Não a população”, disse.

Em entrevistas coletivas, os novos presidentes da Caixa e do BB, anunciaram ontem medidas que deverão ser adotadas pelas instituições financeiras.

O executivo Pedro GUimarães, presidente da Caixa, afirmou que vai vender até R$ 100 bilhões em operações de crédito imobiliário aos agentes de mercado para captar mais recursos. Ele também disse que a população de classe média do Brasil vai passar a pagar juros mais caros no financiamento de imóveis, valores semelhantes aos que os bancos privados cobram.

Já Rubem Novaes, presidente do BB, disse que pretende vender alguns “ativos” da instituição, mas não as “jóias da coroa”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte