Saúde

Dia Mundial da Voz: atividade diagnostica distúrbios vocais

As atividades tiveram como objetivo conscientizar a população sobre a importância da voz para a promoção da saúde e alertar para sinais e sintomas que favorecem o diagnóstico precoce de doenças

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h31

Em comemoração ao Dia Mundial da Voz, profissionais e parceiros do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA), promoveram na sexta-feira, 20, uma ação para diagnosticar distúrbios, além de fazer a prevenção e o tratamento de enfermidades relacionadas à voz, com o tema “Afine Sua Voz – Cuide de Sua Voz”.

As atividades tiveram como objetivo conscientizar a população sobre a importância da voz para a promoção da saúde e alertar para sinais e sintomas que favorecem o diagnóstico precoce de doenças graves, como o câncer de laringe.

De acordo com o otorrinolaringologista André Cavalcante, um dos responsáveis pela ação, é importante evitar alguns hábitos que podem causar problemas vocais. “O principal é não fumar, porque a maior parte das doenças, seja refluxo, câncer ou infecções, pode estar relacionada ao fato da pessoa fumar. Evitar gritar e forçar a voz em locais muito barulhentos, cochichar, alimentos que podem causar azia, má digestão, como café, frituras, refrigerante, que todo mundo consome bastante, deveriam ser evitados”, ressalta.

Para esclarecer esta e outras questões, os pacientes receberam panfletos informativos e assistiram a uma palestra ministrada pelas fonoaudiólogas Ana Maria Vasconcelos e Monique Lopes. Os atendimentos aconteceram no prédio anexo Lilian Flores, durante todo o dia, aberto a população.

Consulta
O técnico em refrigeração e estudante de canto Diego Soares teve uma inflamação na garganta há dois meses e aproveitou a ação para fazer uma consulta. “Queria saber que problema teria com a minha voz”, afirmou. O agente de portaria, José de Fátima Barros, também buscou o atendimento para esclarecer uma suspeita. “De tanto falar alto por causa do ruído, acho que estou tendo problema com a voz”, queixou-se.

O atendimento aconteceu em diversos estágios. “A primeira etapa é a triagem com as fonoaudiólogas, na qual os pacientes preenchem um questionário que avalia vários itens. Baseado nesse questionário, ela encaminha para o atendimento médico. No atendimento médico é feito o exame de videolaringoscopia”, explica André Cavalcante.

O otorrinolaringologista esclareceu que, após a realização do exame, os procedimentos variavam de acordo com o resultado, podendo ser orientações, prescrição de medicamento, encaminhamento a fonoaudiólogo, biópsia ou cirurgia.

“Os serviços de otorrinolaringologia e fonoaudiologia podem ser feitos no Hospital Universitário, no Pam Diamante, no Filipinho, na Cidade Operária, pelo SUS, fora as clínicas particulares”, disse André Cavalcante.

SAIBA MAIS

O Dia Mundial da Voz é comemorado anualmente em 16 de abril. A data tem como principal objetivo chamar a atenção da população em geral para os cuidados de preservação da voz, ficando alerta a alterações que podem ser um sinal de doenças.

As várias doenças da voz:
-Fuga glótica;
- Utilização de bandas ventriculares;
- Disfonia psicogênica;
- Paralisia das cordas vocais;
- Pólipos, nódulos, quistos;
- Refluxo;
- Papiloma;
- Laringite crônica, leucoplasias e queratoses;
- Cancro da laringe.
Dicas para a saúde vocal:
- Beber bastante líquido;
- Alimentação saudável;
- Evitar gritar ou abusar da voz;
- Evitar pigarrear;
- Respirar corretamente;
- Falar pausadamente

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.