Cidades | Infração

Estacionar em área proibida é comum no bairro João Paulo

Mesmo com estacionamento proibido na área, condutores insistem em pôr veículos até em cima de calçadas; estratégia é deixar luzes de alerta ligadas
Robert W. Valporto / O Estado10/10/2017
Estacionar em área proibida é comum no bairro João PauloMotoristas flagrados estacionados em cima da calçada no João Paulo (Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Sinal de alerta. Essa é a estratégia utilizada por vários motoristas que estacionam em local proibido na Avenida São Marçal, no bairro do João Paulo. O Estado flagrou vários pontos na manhã de ontem, onde os condutores estacionam até em cima da calçada.

Essa é uma situação que atrapalha a fluidez no trânsito naquela região. A região da feira do João Paulo é um dos pontos de maior congestionamento em horários de pico. Por essa razão, o estacionamento de veículos é proibido ali.

João da Costa, de 54 anos, que tem um comércio naquelas proximidades, disse que isso é comum. “Todos os dias eles deixam os carros aí com sinal de alerta ligado pra poder fazerem de conta de que é rápido. Alguns nem ligam o alerta e deixam mesmo com placas do lado informando que o estacionamento aqui é proibido”, relatou.

Os condutores que estacionarem em local horário proibido pela sinalização estão sujeitos a multa de R$ 130,16, remoção do veículo pela fiscalização (caso haja) e quatro pontos na carteira, já que essa é considerada uma infração média.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte