Vida | Avanço científico

Genoma de embrião é editado para evitar doença hereditária

Cientistas usaram a revolucionária técnica de edição genética Crispr-Cas9 para modificar, no DNA dos embriões, gene mutante que causa a cardiomiopatia hipertrófica; método poderá abrir caminho no futuro para a cura de milhares de doenças
03/08/2017

SÃO PAULO - Um grupo de cientistas conseguiu pela primeira vez corrigir uma mutação causadora de uma doença hereditária, em embriões humanos, utilizando um novo método de edição do genoma. Os pesquisadores empregaram a revolucionária técnica de edição genética Crispr-Cas9 para modificar, no DNA dos embriões, o gene mutante que causa a cardiomiopatia hipertrófica, uma doença genética comum que pode levar à insuficiência cardíaca e à morte súbita. Os resultados da pesquisa foram publicados ontem, na revista Nature.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte