Política | Previdência

MP move ação contra Cunha e Funaro por prejuízo a fundo de previdência

Eles são acusados de causar prejuízo de R$ 41 milhões ao fundo Prece, de previdência complementar dos funcionários da Cedae
27/07/2017 às 17h17
MP move ação contra Cunha e Funaro por prejuízo a fundo de previdênciaMP diz que Eduardo Cunha e Lúcio Funaro desviaram mais de R$ 40 milhões da fundo de previdência da Cedae (Ag. Jornal do Brasil)

Brasília - O Ministério Público Estadual deu entrada em ação civil pública contra o ex-deputado federal Eduardo Cunha, o doleiro Lúcio Bolonha Funaro e outras dez pessoas por improbidade administrativa. O grupo é acusado pelo MP de causar prejuízo de R$ 41 milhões ao fundo Prece, de previdência complementar dos funcionários da Cedae.

De acordo com as investigações, as perdas foram causadas por operações fraudulentas na Bolsa de Valores. Recursos do Prece, segundo o MP, eram usados como uma espécie de 'seguro' para as aplicações na Bolsa, e os rendimentos financeiros dos negócios que geravam lucro eram divididos entre os 12 citados na ação. Quando as aplicações davam prejuízo, este ficava com o Prece.

Ainda de acordo com o MP, o esquema funcionou entre 2003 e 2006. Na ação, o Ministério Público pede o sequestro de bens dos acusados, num total de R$ 21,8 milhões, para ressarcir as perdas causadas ao fundo de previdência da Cedae. O valor se refere aos lucros obtidos com o esquema por Cunha, Funaro - ambos presos em decorrência da Operação Lava Jato - e os outros acusados, entre eles diretores do Prece.

A reportagem tenta contato com os citados na ação do MP, mas até o momento ainda não obteve nenhuma resposta.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte