Geral | Protesto

Profissionais da área da saúde protestam por melhorias no hospital Socorrão II, em São Luís

Falta de condições de trabalho e salários atrasados são as principais reclamações dos funcionários da unidade
OESTADOMA.COM09/06/2017 às 10h06
Profissionais da área da saúde protestam por melhorias no hospital Socorrão II, em São LuísHospital sofre com falta de condições de serviço aos funcionários. (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Em protesto, técnicos e auxiliares de enfermagem se reúnem em frente ao Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), localizado na Cidade Operária, por melhorias nas condições de trabalho e pagamentos de salários, atrasados há quase três meses.

Segundo os manifestantes, no hospital, não há medicamentos, nem materiais básicos para atendimento dos pacientes. “Não temos condições de trabalho, estamos há três meses sem receber salário. O contrato é irregular. Não temos direito a férias, nem carteira assinada, nem passagem. Trabalhamos aqui como escravos. Até agua para beber temos que comprar”, afirmou Luzia Luz, funcionária do hospital, à Mirante AM.

De acordo com Dulce Sarmento, presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem e Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde do Estado do Maranhão (Sindsaúde/MA), os funcionários que tem contrato temporário com o hospital, só voltarão a trabalhar após a Prefeitura resolver a situação. Caso não haja um posicionamento, darão início a uma greve. Além do pagamento de salários atrasados, eles buscam direitos a outros benefícios.

Em meio a situação, somente os funcionários concursados estão trabalhando no local. A direção do hospital ainda não se manifestou sobre o assunto.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte