Cidades | Maré de sizígia

Comerciantes sofrem com alta da maré em São Luís

Pessoas que trabalham no Mercado do Peixe e no Portinho tiveram que retirar mercadorias após alagamento causado por maré de sizígia
OESTADOMA.COM18/09/2016 às 18h44
Pescador retira mercadoria após alagamento no Portinho

SÃO LUÍS – Local comumente afetado nesta época em São Luís, a área do centro da ilha que abriga o Mercado do Peixe e o Portinho, voltou a sofrer, neste domingo (18), com a alta da maré na orla da capital. Como em eventos anteriores, a maré de sizígia – época em que o mar tem seu nível elevado em relação ao seu processo natural por conta da aproximação da Lua com a terra -, voltou a dar prejuízos para os comerciantes. Outras partes da região metropolitana, como a praia de Raposa e Araçagi, também sempre sentiram a mudança.

Alguns comerciantes que trabalham no local tiveram perdas e tiveram que retirar a mercadoria com pressa. Por conta da invasão da água as vendas também são sempre afetadas. Em alguns trechos ficou impossível de caminhar. Os comerciantes usaram rodos para tentar retirar um pouco da água. A infraestrutura precária da área contribui para o problema ano após ano.

Comerciante usa rodo para retirar água

Maré de sizígia

As marés de sizígia são mais acentuadas porque a Lua e o Sol exercem sua atração em uma mesma linha. Nesta situação, preamar e baixa maré têm uma grande diferença em relação ao nível das águas. As marés de sizígia coincidem com a Lua cheia e nova.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte