Cidades | Lixo

Pontos de descarte irregular de lixo proliferam em bairros

Até mesmo nas proximidades da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São Luís, no Parque Atlântico, há um lixão onde moradores despejam dejetos
26/07/2016

Basta um olhar mais atento ao andar por São Luís para ver vários pontos de descarte irregular de lixo. Geralmente, às margens de terrenos baldios, moradores das vizinhanças jogam sacos de lixo, e em pouco tempo esses espaços viram grandes problemas para a população.
No Olho d’Água, um espaço na Rua Jaú, onde deveria existir uma calçada, está tomado por lixo. São sacos de lixo doméstico, galhos e outros dejetos descartados sem o mínimo cuidado e que começam a atrapalhar a passagem de pedestres e carros. Na Avenida 17 do III Conjunto Cohab-Anil, parte da calçada (da estação da Caema) se tornou ponto de descarte de grandes quantidades de lixo doméstico e entulho. “Às vezes, a gente precisa tocar fogo, de tanto lixo que fica”, disse uma moradora, que preferiu não se identificar.
Até na Rua dos Gaviões, no Parque Atlântico, nas proximidades da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, também há um lixão em frente a um terreno baldio que já toma quase metade da pista. No lo­cal, há marcas de queimada, mas a quantidade de lixo ainda é grande.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte