Lidiane Leite

"Prefeita ostentação" do Maranhão vira piada na internet

Lidiane Leite, prefeita de Bom Jardim, está foragida; ela teve a prisão temporária decretada pela Justiça por suspeita de desvios de verbas
Thamirys D'Eça / OESTADOMA.COM24/08/2015 às 14h01
Postagem do famoso site de humor, o "Sensacionalista"

A prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite (PP), não está apenas no alvo da Polícia Federal (PF). Na internet, a "prefeita ostentação" virou motivo de piada, protagonizando memes, charges e postagens em site famoso de humor na web. Ela teve a prisão temporária decretada pela Justiça por suspeita de desvios de verbas.

Lidiane Leite foi alvo de pelo menos duas postagens da página de humor Sensacionalista. Em uma, fazendo referência a vaidade da prefeita, diz que ela só se entregará se sua cela tiver câmera 24 horas. Na página do site no Facebook, a postagem teve quase 10 mil curtidas.

Luana Piovani também entrou na piada

Outra publicação também do Sensacionalista, Lidiane Leite, conhecida por fazer diversas plásticas, diz: "foragida, prefeita ostentação do MA desfaz as plásticas para ficar irreconhecível". A postagem foi feita no início da tarde desta segunda-feira (24) e já tem cerca de 3 mil curtidas.

Publicação do "Sensacionalista" sobre Lidiane Leite

Além disso, a "prefeita ostentação" também foi personagem de charge do artista Salomão Jr., de O ESTADO, e virou memes. Veja alguns:

Charge de Salomão Jr. satiriza a situação de Lidiane Leite
Lidiane Leite como "procurada" da Polícia Federal
Lidiane Leite é acusa de desvio de verbas

Entenda o caso

Lidiane Leite é investigada desde o início do ano pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão (MP), pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Polícia Federal (PF) por suspeita de desvios de verbas da merenda escolar, da reforma de escolas, do Fundeb e do Pnae.

Ela teve a prisão temporária decretada pela Justiça, mas não foi encontrada durante busca no município e também em São Luís, na quinta-feira (20), dia em que ocorreu a Operação Éden.

A PF estima que os desvios de verba pública na Prefeitura de Bom Jardim pode chegar a R$ 15 milhões. Segundo o superintendente da PF, Alexandre Saraiva, as investigações tiveram início após denúncias da oposição e também de agricultores que foram cadastrados para fornecer alimentos para as escolas municipais.

Segundo a PF, a Prefeitura pagava o fornecimento de alimentos - mesmo sem esses terem sido fornecidos - mas membros da gestão da prefeita Lidiane Leite é que sacavam na "boca do caixa" os valores supostamente depositados para os agricultores.

A Polícia Federal disse que somente neste esquema foram desviados cerca de R$ 1 milhão dos cofres da Prefeitura de Bom Jardim.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte