Corte nos gastos de campanha

A Comissão da reforma política da Câmara e seu relator Rodrigo Maia (DEM-RJ) estão consultando os partidos sobre um corte nos gastos da campanha presidencial de 30% a 40%.
ILIMAR FRANCO05/07/2015

A Comissão da reforma política da Câmara e seu relator Rodrigo Maia (DEM-RJ) estão consultando os partidos sobre um corte nos gastos da campanha presidencial de 30% a 40%. A referência é a da presidente Dilma em 2014, que custou R$ 350,2 milhões. Se o corte for de 30%, em 2018 o limite de gastos será R$ 245,1 milhões. Se for de 40%, será de R$ 210,1 milhões. A comissão quer encontrar um limite realista.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte