Crônica

No brilho do Arraial da Cidade

Ivan Sarney28/06/2015

Sinto o cheiro da pólvora queimada que o vento da noite espalha no arraial. O cheiro, no entanto, não seria tudo se pudesse ser apartado do som, ora grave ora agudo, do estalido das bombas e dos fogos de artifício que se queimam colorindo essas noites de junho, tão íntimas de nossas vidas e de nossos destinos.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte