Presa quadrilha que já havia roubado 600 mil reais

Onze integrantes da quadrilha foram presos pelo delegado Ricardo Herlon, do 3o DP de Timon.

- Atualizada em 27/03/2022 às 15h24

Após seis meses de investigações e da utilização de escuta telefônica com autorização da Justiça, a Polícia Civil de Timon, no Maranhão, conseguiu desbaratar uma quadrilha que já movimentou mais de R$ 600 mil.

O delegado do 3º DP de Timon, Ricardo Herlon Freire, prendeu 11 integrantes da quadrilha. O juiz Gilberto de Moura Lima autorizou a prisão preventiva de todos os acusados.

Os homens apontados pelo delegado e pelo promotor Luís Gonzaga Martins Coelho como os líderes da quadrilha são Valdecy de Matos Feitosa e Ruberval de Sousa Silva, o Louro.

Juntamente com o cabo Antônio Meirelles Moraes e um homem conhecido como Tonhão, eles são responsáveis por diversos assaltos, roubos de celulares, roubos de cargas e de medicamentos, além de compra e venda de armas.

"Eles esquentavam documentos de carros e documentos de pessoas.

Havia lavagem de dinheiro e o empresário Valdecy chegou a abrir duas farmácias para esquentar os remédios abortivos que eram roubados", explicou o promotor.

A polícia monitorou a quadrilha por mais de seis meses, fazendo escuta com autorização judicial. O delegado agora tem dez dias para concluir o inquérito policial.

"Vários assaltos feitos por essa quadrilha foram comprovados. Mas ainda está sendo investigada a ramificação, pois existem outros nomes envolvidos. Ele vinham atuando há muito tempo e já tínhamos várias denúncias anônimas", assegurou o promotor Gonzaga Martins Coelho.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.