Ipolítica antecipou

Washington tem nome publicado no Diário como novo secretário de Brandão

Washington assumirá a Secretaria de Estado de Representação Instituição no Distrito Federal e fixará a partir de agora, residência em Brasília.

Ronaldo Rocha / Ipolítica

SÃO LUÍS - O conselheiro de contas aposentado, Washington Oliveira, foi nomeado secretário de Estado da Representação Institucional no Distrito Federal, pasta que havia sido ocupada pelo deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) em 2023.

Washington antecipou a sua aposentadoria no Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA) para o início do mês de março, para poder retomar a sua carreira política. Ele deve voltar aos quadros do Partido dos Trabalhadores (PT).

Em Brasília a missão de Washington será articular a interlocução do governo Carlos Brandão (PSB) com o núcleo mais próximo do presidente Lula (PT).

Há pelo menos uma semana o deputado federal Rubens Júnior (PT) chegou a anunciar de forma antecipada a ida de Washington para o governo do Estado. 

O governador Carlos Brandão deverá agora dar posse ao novo secretário, que fixará residência em Brasília. 

Washington já teve o nome publicado no Diário Oficial do Estado como novo secretário do governador Carlos Brandão
Washington já teve o nome publicado no Diário Oficial do Estado como novo secretário do governador Carlos Brandão

Aposentadoria

Washington foi vice-governador do Estado e depois conseguiu ser aprovado pelo Legislativo Estadual para ingressar no pleno do TCE/MA. 

Ele completa 75 anos de idade em dezembro, data em que seria aposentado compulsoriamente, como determina a Constituição.

Apesar disso, ele optou por antecipar a sua aposentadoria, tendo a garantia de proventos integrais, numa articulação com o Palácio dos Leões. 

Indicação

Com a vaga aberta na Corte, o Governo e a Assembleia deram início à movimentação para a indicação - pelo Legislativo -, do advogado Flávio Costa. 

O processo de escolha pelo Legislativo Estadual, contudo, foi suspendo por determinação do ministro do STF, Flávio Dino, que concedeu liminar parcial no bojo de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) ajuizada pelo partido Solidariedade.

O partido alegou falhas no processo de escolha e conflitos com a Constituição.

Até o julgamento de mérito da Adin, a eleição de novo membro para a Corte do TCE/MA seguirá suspensa.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.