Rebanho

Campanha de vacinação contra febre aftosa 2023 começa nesta segunda-feira (1º), no Maranhão

Nesta primeira etapa, até o dia 31 de maio, os produtores devem vacinar seu rebanho bovino e bubalino, de todas as idades.

Imirante.com, com informações da Aged-MA

- Atualizada em 04/05/2023 às 14h27
Após a vacinação, o produtor deve comprovar a imunização dos animais no escritório da Aged, onde possui a sua propriedade cadastrada.
Após a vacinação, o produtor deve comprovar a imunização dos animais no escritório da Aged, onde possui a sua propriedade cadastrada. (Divulgação)

SÃO LUÍS - A primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa 2023 começa nesta segunda-feira (1º), no Maranhão. De acordo com a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged-MA), até o dia 31 de maio, os produtores devem vacinar seu rebanho bovino e bubalino, de todas as idades.

A meta da campanha deste ano é ultrapassar 95% dos rebanhos bovinos e bubalinos vacinados contra aftosa, chegando a 100% dos animais imunizados. O Maranhão possui atualmente mais de 10 milhões e 300 mil cabeças de gado, entre bovinos e bubalinos.

Após a vacinação, o produtor deve comprovar a imunização dos animais no escritório da Aged, onde possui a sua propriedade cadastrada. A comprovação vai até o dia 15 de junho.

Avanços para retirar a vacina

O Maranhão recebeu um sinal positivo seguir com o processo de pedido para retirar, a partir de 2024, a vacina contra aftosa. A informação foi dada ao Governo do Estado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

Para o pleito da retirada da vacina, a Aged apresentou ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) um balanço das metas já alcançadas para pedir a suspensão.

Foram apresentados a evolução dos quatro pilares importantes para solicitar a retirada da vacina, que são: geolocalização das propriedades rurais cadastradas, fundo de saúde animal, o Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa (PE 2017-2026) e a Auditoria Qualidade do Serviço Veterinário (Quali-SV).

As três primeiras já foram cumpridas e agora, o Estado aguarda a auditoria Quali-SV e obtenção da pontuação 3.0. Na última avaliação, o Maranhão alcançou 2,7.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.