8 de janeiro

Ibaneis Rocha é alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal

Governador afastado é inquérito do MPF que apura a conduta de autoridades por suposta omissão durante a invasão das sedes dos três Poderes

Ipolítica

Ibaneis Rocha teve endereços vasculhados pela Polícia Federal
Ibaneis Rocha teve endereços vasculhados pela Polícia Federal (Reprodução)

BRASÍLIA - O governador afastado do Distrito Federal (DF), Ibaneis Rocha (MDB), foi alvo de busca e apreensão por parte de agentes da Polícia Federal. Ao todo, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão. Os pedidos foram feitos pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

O ex-secretário-executivo da Segurança Pública Fernando de Souza Oliveira também é alvo das buscas. Ele e Ibaneis são investigados no inquérito do Ministério Público Federal que apura a conduta de autoridades por suposta omissão durante a invasão das sedes dos três Poderes, em 8 de janeiro.

O governador foi afastado do cargo de governador por 90 dias em decorrência da depredação na capital federal. Em julgamento no plenário, o STF manteve o afastamento de Ibaneis por nove votos a dois. Alexandre de Moraes avaliou, na decisão, que “a omissão e conivência de diversas autoridades da área de segurança e inteligência ficaram demonstradas com a ausência do necessário policiamento, em especial do Comando de Choque da Polícia Militar do DF”.

Os mandados são cumpridos na casa de Ibaneis, no Lago Sul, no gabinete do governador, no Palácio do Buriti, e no escritório de advocacia que leva o nome dele — do qual está afastado desde que assumiu cargo público. 

A apuração na PGR está a cargo do Grupo Estratégico de Combate aos Atos Antidemocráticos, criado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. A coordenação é do subprocurador Carlos Frederico Santos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.