Gastos estranhos

TSE dá 3 dias para Lula explicar gastos de R$ 620 mil na campanha

Gastos duplicados, impulsionamentos, hospedagens e impressões figuram entre as principais despesas consideradas estranhos pelo tribunal

Ipolítica

Equipe do presidente eleito terá que esclarecer gastos
Equipe do presidente eleito terá que esclarecer gastos (Miguel Schincariol/AFP)

BRASÍLIA - O ministro Ricardo Lewandowski, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), emitiu ordem na qual exige que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esclareça as “falhas” em gastos de R$ 620 mil identificados nas contas de campanha. O pedido foi realizado nesta quinta-feira (24).

No despacho, o ministro do STF escreveu que “a Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias – Asepa, ao realizar o exame das contas dos candidatos eleitos, identificou falhas na prestação de contas e sugere a adoção de diligências aos prestadores de contas”.

Os esclarecimentos devem ser feitos em relação aos seguintes valores:

– Documentação referente a recursos estimáveis recebidos de pessoas físicas.
Outros Recursos: R$ 57.583,60.

– Omissão de despesas referentes a nota fiscal eletrônica emitida em favor do candidato. Ausência do registro na prestação de contas. Fonte vedada. Total: R$ 146.050,00.

– Despesa com propaganda eleitoral e impulsionamento julgada irregular.
FEFC: R$ 70 mil.

– Ausência de comprovação de despesas realizadas na iminência do pleito.
Outros Recursos: R$ 196.110,00.

– Sobras de gastos com impulsionamento de conteúdo não recolhidas.
FEFC: R$ 121 mil.

– Divergência de informações em receitas declaradas. Recursos de Origem não Identificada.
Outros Recursos: R$ 105,00. FEFC: R$ 700,00.
Total: R$ 805,00.

– Despesas com passagens aéreas. Passagens pagas em duplicidade.
FEFC: R$ 24.118,41.

– Despesas com hospedagens. Diárias pagas em duplicidade.
FEFC: R$ 3.830,47.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.