Entrevista

Flávio Dino diz que trabalho em transição foca em decretos de armas e sigilo de 100 anos

Senador eleito é um dos membros da equipe de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, e faz parte do setor de Justiça e Segurança Pública.

Carla Lima/Ipolítica

- Atualizada em 21/11/2022 às 09h30

SÃO LUÍS - O senador eleito e ex-governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), é um dos membros da equipe de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em entrevista ao Imirante, ele falou sobre os trabalhos que iniciou na semana passada na equipe de Justiça e Segurança Pública. Segundo ele, o decreto do 100 anos e o do que trata sobre armas são principais focos das atividades.

Flávio Dino diz que o trabalho que está sendo desenvolvido pela equipe vem dignosticando os decretos e verificando o que está em desacordo com o o que prevê a legislação brasileira.

O senador eleito falou ainda sobre a possível indicação para compor a equipe de Lula em 2023 ou ficar no Senado na base aliada do petista.

As eleições de 2024 também foi abordada pelo socialista principalmente a disputa em São Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.