Análise

Brandão iniciará sua "era de líder" no Maranhão com Famem e Câmara de SL

Governador do Maranhão reeleito já tem Paulo Victor no comando do legislativo da capital e agora conseguiu consolidar Ivo Rezende na presidência da Famem sem adversários.

Carla Lima/Ipolítica

Carlos Brandão iniciará governo com dois espaços de poder ocupados por aliados
Carlos Brandão iniciará governo com dois espaços de poder ocupados por aliados (Adriano Soares/ Imirante)

SÃO LUÍS - O prefeito de São Mateus, Ivo Rezende (PSB), é o novo presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem). Ele não teve adversário vencendo de WO. E, apesar desta vitória ser depositada no tio, Miltinho Aragão, ex-prefeito de São Mateus, foi o governador Carlos Brandão (PSB) que costurou toda a articulação para garantir o aliado na entidade municipalista.

Claro que Brandão assim fez porque tinha uma fatura da eleição para governador a ser pago para o ex-prefeito de São Mateus. Foram Miltinho e seus aliados os primeiros a declarar apoio ao então vice-governador quando ainda se debatia quem seria o candidato de Flávio Dino (PSB) ao governo do Maranhão.

Depois de Aragão, muitos outros prefeitos decidiram aparecer se posicionar a favor de Carlos Brandão.

O fato é que o governador reeleito inicia sua liderança no grupo com vantagens e mostrando que não quer perder qualquer espaço de poder. Já tem a Câmara de São Luís - com um aliado que promete não garantir vida fácil para o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (sem partido) - tem a Famem e agora começa a trabalhar para ter a presidência da Assembleia Legislativa.

Estes são os primeiros espaços de poder que Brandão quer dominar e coroar sua “era” como governador com uma maioria de aliados eleitos prefeitos em 2024.

Ou seja, o socialista quer garantir que seu grupo (o mesmo de Flávio Dino) vai permanecer no comando do Maranhão depois de 2026.

A ideia é fazer um governo sem grandes supresas, mas com um trabalho retilíneo que não deixe margem para exploração de adversários.

E mais que isto: Brandão quer deixar sua marca como governador e não ter adversário a altura para ameaçar seu projeto de ser senador em 2026 e ameaçar seu substituto que deverá ser o vice-governador eleito, Felipe Camarão (PT).

 

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.