Novo governo

Dino diz que agentes do GSI tentaram ocupar sede da transição

Ex-governador e senador eleito afirmou, também que ainda não houve sondagem sobre ministério.

Ipolítica

Flávio Dino considerou estranha a movimentação
Flávio Dino considerou estranha a movimentação (Foto: Walter Campanato/Agência Brasil)

SÃO LUÍS - O ex-governador do Maranhão e senador eleito Flávio Dino (PSB), um dos membros do grupo de trabalho de Justiça e Segurança Pública da transição do governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), afirmou que agentes do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) tentaram ocupar a sede Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde trabalha a equipe da transição petista.

A declaração foi dada em entrevista concedia à revista Veja, publicada nas Páginas Amarelas.

“No momento em que temos um presidente recluso há duas semanas, houve uma estranha tentativa de ocupação do prédio de transição pelos agentes do general Augusto Heleno, que não se notabiliza pela educação e pelo bom senso”, afirmou Dino.

Questionado se a equipe de transição encontra má vontade do atual governo, ele declarou que “a transição possível está sendo feita, em um ambiente muito conflituoso por parte do governo atual". "É o que temos”, disse. O GSI ainda não se posicionou sobre o assunto.

Dino também foi questionado se já recebeu o convite para ser ministro da Justiça -ele é um dos principais cotados para assumir o comando da pasta no furo governo Lula. Mas disse que “não houve nem sondagem".

"Participo da transição, com outros colegas. A decisão do presidente Lula deverá sair somente em dezembro. Quando digo que vou colaborar, pode ser como integrante do governo ou como senador”, respondeu.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.