HISTÓRICO

Brasileiro irá ocupar presidência do BID pela 1ª vez

De perfil técnico, Goldfjan teve candidatura indicada pelo presidente Jair Bolsonaro

Ipolítica

- Atualizada em 20/11/2022 às 12h34
Goldfjan será o primeiro brasileiro a assumir presidiência da instituição fundada em 1959
Goldfjan será o primeiro brasileiro a assumir presidiência da instituição fundada em 1959 (Reprodução)

WASHINGTON - O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) será presidido pelo economista Ilan Goldfajn. Eleito com cerca de 80% dos votos, Goldfajn será o primeiro brasileito a ocupar o posto. Ex-presidente do Banco Central no governo Michel Temer, o economista foi indicado para a vaga pelo governo Jair Bolsonaro.

O BID

Sediado em Washington (EUA), o BID é uma entidade bancário de fomento reconhecida mundialmente. Ele fora fundado em 1959 por iniciativa da Organização dos Estados Americanos (OEA) e seus recursos financeiros vêm de capital público e privado. O principal objetivo desta organização é promover o desenvolvimento social sustentável na América Latina e no Caribe.

Atualmente 48 países são integrados à Instituição. Os países membros estão divididos em dois grupos: os países beneficiários da América Latina e do Caribe, além dos países participantes no financiamento de vários projetos da entidade.

PT tentou impedir

Na semana passada, o ex-ministro Guido Mantega enviou um e-mail para a ex-secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, pedindo para adiar a eleição para a presidência do BID. 

Goldfajn é visto pelo mercado como um nome técnico sem ligação com o bolsonarismo, o que reforça o comportamento do presidente em prezar por nomes técnicos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.