Covid-19

Após Ufma exigir, Brandão diz que uso de máscara segue facultativo no MA

Governador do Maranhão diz que gestão acompanha aumento de novos casos da doença.

Gilberto Léda/ipolítica

- Atualizada em 16/11/2022 às 15h03
Brandão também anunciou ampliação do número de leitos
Brandão também anunciou ampliação do número de leitos (Reprodução)

SÃO LUÍS - O governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), afirmou nesta quarta-feira (16) que a gestão estadual está atenta a uma possível nova onda da Covid-19.

Nesta semana, cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificaram o surgimento de uma nova variante da Ômicron no Amazonas – ela é uma sublinhagem da cepa BA.5, já conhecida, e pode ser responsável pelo recente aumento no número de casos de Covid-19 no estado.

Outros estados brasileiros também têm relatado aumento do número de casos.

Em uma publicação nas redes sociais, Brandão informou que houve ampliação do número de leitos exclusivos para pacientes com novo coronavírus e disponibilização de testagem gratuita.

“O nosso governo segue acompanhando os números da covid-19 no Maranhão e no Brasil com a máxima seriedade. Diante do indicativo de aumento nos casos de síndromes respiratórias, já ampliamos os leitos da capital e disponibilizamos testagem gratuita no Hospital Genésio Rêgo. A partir de segunda (21), a Policlínica Coroadinho também passará a oferecer testagem gratuita ao público em geral”, disse.

Na postagem, ele também incentivou os maranhenses a reforçar a vacinação contra a doença, e fez questão de destacar que, pelo menos por ora, o uso de máscaras segue sendo facultativo em todo o estado.

“Reforço a importância da vacinação para todos os maranhenses, em especial para pessoas com comorbidades. O uso de máscara permanece facultativo, mas é recomendado”, completou.

A declaração vem dois dias depois de direção da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) emitir uma nota informando sobre a obrigatoriedade de uso de máscaras mesmo em locais abertos em todos os campi da instituição no Maranhão.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.