Análise

Silêncio de Weverton aponta para reaproximação com Brandão?

Dúvida é recorrente nos bastidores; o senador do PDT nada fala sobre seu grupo político após derrota nas urnas no Maranhão.

Carla Lima/Ipolítica

Weverton Rocha fica em silêncio sobre futuro político de seu grupo
Weverton Rocha fica em silêncio sobre futuro político de seu grupo (Adriano Soares/ Imirante)

SÃO LUÍS - Desde o fim do primeiro turno das eleições de 2022 que o senador Weverton Rocha (PDT) adotou a postura de silêncio. Ele não falou sobre posição que adotaria no segundo turno da corrida presidencial mesmo com o seu partido declarando apoio ao agora presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Passado o segundo turno e com conversas em ebulição sobre presidência da Assembleia Legislativa, Rocha nada fala a respeito mesmo tendo uma bancada do PDT com quatro parlamentares.

A deputada eleita Vivianne Martins, que é do PDT, revelou ao Imirante que não fará oposição ao governador Carlos Brandão (PSB) e que conversou com os demais deputados do partido que disseram estar liberados para definir posição na Assembleia.

Mesmo diante de declaração como esta, o senador Weverton também silêncio. 

Se a pergunta for feita diretamente a ele sobre a posição que seu grupo terá após o encerramento das eleições, ele responde somente que deverá ser da base aliada do presidente eleito Lula.

Maranhão? Nenhuma palavra. 

Para os observadores da cena política do Maranhão, Weverton Rocha prepara o terreno para uma reaproximação com seu antigo grupo político. O encontro dele com Brandão seguido de cumprimentos cordiais, reforçam esta ideia.

Esta seria uma saída para a sobrevivência do grupo rochista para as eleições de 2024. Grupo este, que se fosse oposição, não conseguiria contar com o PL (partido que compôs a chapa majoritária do PDT), que já fez ponte de diálogo com o governador maranhense.

Sem a força necessária para enfrentar quem foi seu adversário nas eleições deste ano, Weverton Rocha mostra que vai preferir se unir, buscar fôlego e se recompor no tabuleiro político maranhense.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.