Eleições 2022

Justiça Eleitoral barra pesquisa que apontava Lahesio em segundo lugar

Juiz eleitoral Ronaldo Desterro determinou multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

Gilberto Léda/ipolítica

Lahesio figurava à frente de Weverton Rocha no levantamento
Lahesio figurava à frente de Weverton Rocha no levantamento (Reprodução)

SÃO LUÍS - Uma pesquisa eleitoral sobre intenções de votos para o Governo do Estado que apontava o candidato do PSC, Lahesio Bonfim, em segundo lugar na disputa foi barrada pela Justiça Eleitoral nesta sexta-feira (23).

A decisão é do juiz eleitroal Ronaldo Desterro, do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA). Ele deferiu pela manhã uma liminar pretendida pela campanha do senador Weverton Rocha (PDT). O pedetista aparecia em terceiro no levantamento, realizado pelo Instituto Skala.

No seu despacho, o magistrado apontou "discrepância nas informações de estratificação do eleitorado”, e na divisão do estado por regiões.

“Não se cuida de o instituto haver optado por adotar base de dados distinta daquela informada pelo Tribunal Superior Eleitoral, mas de tê-la como tal sem contudo observá-la. Aliás, a diferença dos dados relativos ao grau de instrução é significativa. Quanto ao quinto ponto, o instituto dividiu o estado em regiões (I a V), o que estaria em desacordo com o padrão do IBGE, que classifica as regiões em norte, sul, leste, oeste e centro. Não esclarece a representante, contudo, a base normativa que ampara seu argumento e muito menos em quê essa filigrana linguística influenciaria na disputa eleitoral”, pontuou Desterro, na decisão.

A multa por descumprimento da decisão é de R$ 50 mil.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.