Energia elétrica

Maranhão encerra agosto com alta de 16% no consumo de energia

Monitoramento da CCEE aponta crescimento no mercado regulado, que atende residências, e no segmento livre, que abastece a indústria e grandes empresas.

Divulgação / assessoria

Quase 70% do total foi distribuído pelo mercado regulado.
Quase 70% do total foi distribuído pelo mercado regulado. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

SÃO LUÍS - O Maranhão encerrou o mês de agosto com consumo de 1.327 megawatts médios de energia elétrica, volume 16% acima do registrado no mesmo período do ano passado e o maior avanço do mês no país. As informações são preliminares e constam no Boletim InfoMercado Quinzenal, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Quase 70% do total foi distribuído pelo mercado regulado, em que residências e pequenas empresas compram energia por meio das distribuidoras. O montante representa um avanço de 1,4% no comparativo anual e a diferença, na avaliação da CCEE, é resultado de temperaturas mais elevadas frente a 2021, cenário que gera um maior uso de equipamentos de refrigeração e ar-condicionado.

O restante foi demandado pelo mercado livre, que abastece a indústria e grandes empresas, como shoppings e redes de varejo. O volume 71% maior em relação a agosto do ano passado é reflexo da retomada, neste ano, da operação de uma grande planta industrial do ramo de metalurgia e produtos de metal na região.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.