Eleições 2022

Aplicativo de denúncia eleitoral, Pardal já recebeu mais de 16,8 mil denúncias

Esta quantidade de denúncia já deram origem a mais de 4,7 mil processos em tramitação na Justiça Eleitoral.

Ipolítica

Aplicativo no Maranhão recebeu pouco mais de 550 denúncias de possível irregularidades durante a campanha eleitoral
Aplicativo no Maranhão recebeu pouco mais de 550 denúncias de possível irregularidades durante a campanha eleitoral (App Pardal)

BRASIL - Em um mês de funcionamento, o aplicativo Pardal, da Justiça Eleitoral, recebeu 16.814 denúncias de propaganda eleitoral irregular, vindas de todo o Brasil. O recorde foi registrado na última quinta-feira (15): foram 1.088 denúncias em um só dia. No Maranhão, 553 denúncias foram registradas até o momento. Os dados foram divulgados na segunda-feira, 19.

As denúncias deram origem a 4.705 (26,19%) processos em tramitação no sistema do Processo Judicial Eletrônico (PJe) da Justiça Eleitoral. A apuração compete ao Ministério Público Eleitoral.

As denúncias feitas pelo app envolvem compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e propagandas irregulares.

Os eleitores de Pernambuco foram os que mais denunciaram: 2.244 registros até o momento. Na sequência, aparecem os estados de São Paulo (2.200), Minas Gerais (1.837), Rio Grande do Sul (1.555) e Rio de Janeiro (1.125). No Maranhão foram feitas 553 denúncias de irregularidades por parte de candidatos até a manhã desta terça-feira, 20.

A região Sudeste, que concentra o maior número de eleitores do país, lidera o ranking, com 5.722 denúncias. Em seguida, vêm as regiões Nordeste (5.000), Sul (3.052), Centro-Oeste (1.852) e Norte (1.188).

Entre os cargos em disputa, a maior parte envolve as campanhas para deputado federal (5.777) e estadual (5.747). Depois, estão as de presidente (1.896), governador (1.115) e deputado distrital (547).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.