Casa própria

Titulares sorteados para moradias do Residencial Mato Grosso têm até 11 de novembro para entregar documentação

A lista com os nomes dos sorteados está disponível na página inicial do site da Prefeitura de São Luís.

Divulgação / Prefeitura de São Luís

- Atualizada em 12/09/2022 às 23h44
Documentação deve ser entregue na Central de Atendimento da Habitação, na Avenida Marechal Castelo Branco, nº 559, bairro São Francisco, em São Luís.
Documentação deve ser entregue na Central de Atendimento da Habitação, na Avenida Marechal Castelo Branco, nº 559, bairro São Francisco, em São Luís. (Foto: Divulgação / Prefeitura de São Luís)

SÃO LUÍS - Nesta segunda-feira (12), os contemplados nas 3 mil casas do Residencial Mato Grosso, sorteados no último dia 6, começaram a entregar a documentação na Central de Atendimento da Habitação, na Avenida Marechal Castelo Branco, nº 559, bairro São Francisco, em São Luís. Esta etapa deverá ser realizada até o dia 11 de novembro para os titulares. Já os suplentes sorteados, a entrega da documentação será a partir do dia 14 de novembro, no mesmo endereço.

As moradias integram o programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal, executado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh). A lista com os nomes dos sorteados está disponível na página inicial do site da Prefeitura de São Luís no link: https://saoluis.ma.gov.br/.

“Nesta etapa que inicia hoje, os sorteados estão comparecendo aqui na Central de Atendimento de Habitação, com seus documentos, tanto os originais como as cópias, comprovando os dados que foram informados no momento da inscrição. Após a apresentação da documentação realizada pelos titulares, aqueles que tiverem com a documentação em desacordo com o que foi apresentado na inscrição ou não se encaixam com os critérios do edital, serão substituídos pelos suplentes, a partir do dia 14 de novembro, data em que os suplentes sorteados já devem vir aqui procurar a Central de Atendimento da Habitação”, explicou o secretário de Habitação e Urbanismo (Semurh), Bruno Trindade.

Nesta primeira etapa, a triagem está sendo realizada pelos agentes administrativos e segundo Malu Rodrigues, uma das responsáveis pelo atendimento na unidade, toda movimentação está dentro do esperado. “Hoje estamos realizando a triagem dos documentos dos sorteados e só na manhã de hoje já foram mais de 300 pessoas atendidas. Além dos contemplados, muitas pessoas que se inscreveram e não consultaram a lista no site estão vindo aqui fazer a consulta, por isso a fila está maior, mas estamos atendendo todos e de forma rápida. Depois dessa triagem, quando todos os documentos necessários são entregues, este contemplado vai para um outro setor atualizar o Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), e em seguida, todos esses dados são enviados para a Caixa Econômica Federal (CEF) que vai consultar se essa pessoa reside de fato reside em São Luís, se tem imóveis no nome, ou renda superior ao mencionado, tudo isso para levantar todos os critérios estabelecidos no edital”, explicou a agente administrativo.

Contemplados

Dos 3 mil imóveis, 1.500 foram destinados ao público em geral, e os outros 1.500 às pessoas com deficiência, idosos, mulheres chefes de família, pessoas com vulnerabilidade social, pessoas que já moram na área e demais bairros da região. As residências são compostas por dois quartos, sala, banheiro, cozinha e lavanderia integrada.

Entre as sorteadas que compareceram à Central de Atendimento da Habitação neste primeiro dia de entrega da documentação, está a Leidiellen Santos, de 26 anos. A auxiliar administrativa disse que mora na casa da mãe, na Ananandiba, Zona Rural de São Luís e está realizando o sonho da casa própria. “Eu ainda moro com meu filho na casa da minha mãe e a casa própria sempre foi meu sonho e hoje estou realizando. Quando eu entrei no site para olhar e vi meu nome eu fiquei muito feliz. Não vejo a hora de me mudar, mas vou aguardar todo o processo e já estou muito realizada e empolgada, porque onde eu moro com minha mãe não tem escola e nem posto de saúde e, segundo as informações, o prefeito vai entregar tudo isso no residencial Mato Grosso”, disse a auxiliar administrativa.

 Gilvania Santos, de 29 anos, disse que estava acompanhando o sorteio pelo Youtube, realizado pelo prefeito Eduardo Braide no dia 6, e não acreditou quando o marido olhou a lista de sorteados e confirmou que o seu nome estava entre os titulares contemplados. 

“Eu não acreditei quando meu marido me mostrou meu nome na lista, fiquei feliz demais e a ficha só está caindo agora na entrega da documentação. Eu tenho um filho de 4 anos e moro na casa da minha sogra com meu esposo, esta casa representa muito”, disse Gilvania, que mantém as despesas de casa como diarista.

Saiba Mais

Lista de documentos que precisam ser entregues:

DOCUMENTOS XEROX

RG e CPF

Certidão de Nascimento

Certidão de Casamento

Comprovante de Residência

Certidão de óbito

DOCUMENTOS ORIGINAIS

RG e CPF

Carteira de Trabalho

Título de Eleitor

Certidão de Casamento

Certidão de Nascimento

Contracheque

Laudo Médico

Comprovante de Residência

Certidão de óbito

A Central de Atendimento da Habitação funciona de segunda a quinta das 8 às 17h; e às sextas-feiras das 8 às 13h.

Endereço: Avenida Marechal Castelo Branco, nº 559, bairro São Francisco - São Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.