Eleições 2022

Análise: pesquisas eleitorais como armas duvidosas pela luta em busca de votos

Com as redes sociais, o uso das pesquisas de intenção de votos aumentou a cada eleição; a ideia é usar os números para alcançar aqueles eleitores que pensam que a corrida eleitoral é um jogo.

Carla Lima/Ipolítica

- Atualizada em 12/09/2022 às 13h25
Pesquisas eleitorais são armas duvidosas no processo eleitoral do Maranhão
Pesquisas eleitorais são armas duvidosas no processo eleitoral do Maranhão (Divulgação)

SÃO LUÍS - As pesquisas eleitorais deveriam ser indicativos da corrida pelos mais variados mandatos eletivos. No geral, as com divulgação pública se restringem aos candidatos da disputa majoritária. 

O problema é que, em tempos de mídias sociais, estes dados se tornaram uma das armas fortes da campanha para tentar buscar o voto daquele que ainda pensa que eleição é um jogo e que votar no que vai ganhar é o mais correto.

Muitos levantamentos divulgados no Maranhão, por exemplo, trazem números totalmente diferentes. Candidato A aparece com percentuais quase que opostos dependendo da pesquisa divulgada. O candidato B pode ter melhor posição de acordo com o levantamento divulgado.

E assim vai seguindo a campanha que pode levar ao descrédito muitas das pesquisas de intenção de voto. Primeiro pelas diferenças grandes e depois porque assim como o candidato melhor posicionado usa a exaustão os números favoráveis, seus adversários são incansáveis em tentar desconstruir.

Mas vale lembrar a todos os eleitores que as pesquisas eleitorais não indicam o futuro número de votos nas urnas. Estes levantamentos representam a reação do eleitor diante do que já fizeram os candidatos. Como diria um dos candidatos ao Senado, “as pesquisas são retrovisores”.

E diante de tantos números diferentes a cada levantamento, resta ao eleitor ter calma e paciência na análise dos dados. Esta guerra de pesquisas não é novidade nas eleições no Maranhão. Há muito são armas pela busca do voto. Só não deveriam ser de uma forma duvidosa deixando assim o processo eleitoral com o ar de que não vem ocorrendo de maneira limpa.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.