Imunização

São Luís prorroga campanha de vacinação contra poliomielite e de multivacinação até 30 de setembro

Público-alvo são crianças e adolescentes; veja os locais de vacinação na capital.

Imirante.com*

- Atualizada em 09/09/2022 às 09h47

SÃO LUÍS - Foi prorrogada até 30 de setembro, em São Luís, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite para crianças de 1 a 4 anos e Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos.

O término seria na sexta-feira (9), mas a baixa cobertura registrada até agora levou o Ministério da Saúde a ampliar o prazo em todo o país. A Prefeitura de São Luís, seguindo a recomendação, anunciou o novo prazo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Segundo a Semus, São Luís possui mais de 55 pontos de vacinação. Veja os pontos de vacinação:

Arte: Divulgação/Prefeitura de São Luís
Arte: Divulgação/Prefeitura de São Luís
Arte: Divulgação/Prefeitura de São Luís
Arte: Divulgação/Prefeitura de São Luís

O objetivo da campanha, segundo o Ministério da Saúde, é alcançar cobertura vacinal igual ou maior que 95% para a vacina poliomielite neste público, além de reduzir o número de não vacinados de crianças e adolescentes menores de 15 anos e aumentar as coberturas vacinais, conforme o Calendário Nacional de Vacinação.

As crianças de 1 a 4 anos deverão tomar uma dose da Vacina Oral Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) alerta sobre a importância e o benefício da vacinação, para evitar a reintrodução do vírus da poliomielite, uma vez que o Brasil recebeu o certificado de eliminação da doença em 1994.

Multivacinação

Para a campanha de multivacinação as vacinas disponíveis são: Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), Febre amarela, Tríplice viral (Sarampo, Rubéola, Caxumba), Tetraviral (Sarampo, Rubéola, Caxumba, Varicela), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

Estarão disponíveis para os adolescentes, as vacinas HPV, dT (dupla adulto), Febre amarela, Tríplice viral, Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada). Todos os imunizantes que integram o Programa Nacional de Imunizações (PNI) são seguros e estão aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As campanhas de vacinação vão coincidir com a imunização contra a Covid-19 em andamento. As vacinas Covid-19 poderão ser administradas de maneira simultânea ou com qualquer intervalo com as demais vacinas do Calendário Nacional, na população a partir de três anos de idade.

A atualização da situação vacinal aumenta a proteção contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos e hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e óbitos. A mobilização nacional é uma estratégia adotada pelo Ministério da Saúde e realizada com sucesso desde 1980.

*Com informações do Ministério da Saúde e da Semus

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.