Eleições 2022

Veja como foi a participação de Antonia Cariongo na Sabatina Imirante

Candidata ao Senado pelo PSOL foi sabatinada por três jornalistas do Grupo Mirante em transmissão ao vivo.

Ipolítica

- Atualizada em 25/08/2022 às 11h03
Sabatina Imirante entrevista a candidata do PSOL Antonia Cariongo
Sabatina Imirante entrevista a candidata do PSOL Antonia Cariongo (Foto: Matheus Soares/Grupo Mirante)

SÃO LUÍS - A candidata ao Senado da República pelo PSOL, Antonia Cariongo, foi a entrevistada desta quinta-feira na Sabatina Imirante.

O programa foi conduzido pela jornalista Carla Lima - mediadora -, e pelos colegas Gilberto Léda, do Núcleo de Política do Grupo Mirante e Juraci Filho, da Rádio Mirante AM.

Cariongo se posicionou sobre assuntos vinculados aos seguintes temas sorteados: Administração Pública, Saúde, Segurança e Desenvolvimento Econômico. 

Ela criticou a Emenda de Relator, conhecida como Orçamento Secreto; defendeu investimento em hospitais regionais no estado e realização de concursos públicos na área da saúde; se posicionou favorável a investimentos na infraestrutura de estradas para o desenvolvimento do estado e se colocou contrária à desmilitarização da Polícia Militar, proposta defendida pelo candidato ao Governo do seu partido político, Enilton Rodrigues.

Administração Pública

Questionada sobre que postura adotará no Congresso Nacional caso seja eleita senadora, em relação ao orçamento secreto, Cariongo disse que defenderá a transparência na aplicação de recursos públicos e a fiscalização da Casa.

“Sou totalmente contra essa questão do orçamento secreto. Isso não era para existir; isso é uma vergonha para o nosso país. Isso nasce dentro de uma gestão de um cidadão que apenas ocupa uma cadeira na Presidência da República e que fez a pior gestão que o Brasil já teve”, disse.

Saúde Pública

Ao tratar da saúde, Antonia Cariongo falou sobre problemas enfrentados no próprio seio familiar para conseguir atendimento especializado a um paciente renal crônico, e defendeu a realização de concursos públicos e a contratação de profissionais para o setor, sobretudo nos municípios mais distantes da capital. 

Ela também afirmou que é necessário maior investimento na construção de hospitais regionais. 

“Eu moro bem na BR-135. Eu vejo a hora que uma ambulância passa na nossa porta porque elas passam com as sirenes ligadas, com pacientes em estado gravíssimo para trazer para São Luís para serem atendidos. E, eu observo que na época que esses hospitais funcionavam - tinha Peritoró, Presidente Dutra, Pinheiro, Matões -, e que você não via. A coisa mais rara do mundo era ver uma ambulância passar. E hoje não. Tem hora que passa é de 10 ambulâncias”, disse.

Segurança

Já sobre a segurança pública, a candidata ao Senado deu uma proposta divergente da de seu candidato ao Governo pelo mesmo partido, e se colocou contra a desmilitarização da PM.

Ela disse que é necessário sim, se investir na formação do policial, na melhoria salarial e em atendimento psicológico. 

“Eu acredito que unificar, não. Não acredito que unificar vai resolver o problema da segurança. Não vai. Eu volto lá para aquela questão de você valorizar o profissional. […] pode manter [polícia militar], mas aí gente é aquela questão: não é dizer que porque ele vai deixar de ser militar que ele vai para um outro grupo e vai mudar situação”, reforçou. 

Antonia Cariongo também se posicionou sobre o desenvolvimento do estado e disse que caso eleita senadora, vai contribuir, sobretudo com o envio de recursos, para que o Maranhão aumente índices e dê melhores condições de vida à população de baixa renda. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.