Sabatina

Veja como foi a sabatina com Carlos Brandão nesta segunda-feira

Candidato à reeleição pelo PSB, Carlos Brandão respondeu a perguntas sobre temas sorteados durante o programa.

Ipolítica

- Atualizada em 15/08/2022 às 15h02
Programa contou com a participação de Carla Lima, Ronaldo Rocha e Linhares Júnior
Programa contou com a participação de Carla Lima, Ronaldo Rocha e Linhares Júnior (Juliana Chaves / Grupo Mirante)

SÃO LUÍS - O governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB) foi o entrevistado desta segunda-feira (15) na Sabatina Imirante. Participaram da entrevista os jornalistas Carla Lima, Ronaldo Rocha e José Linhares Júnior, do Grupo Mirante.

O primeiro tema debatido foi “Comunidades tradicionais”. Sobre o assunto, o socialista destacou ações de regularização fundiária para os quilombos localizados no estado.

“Estamos preservando toda a cultura quilombola, é importante a gente preservar, mas a gente tem desenvolvido políticas públicas que preservem os quilombos. Nós avançamos bastante, e neste ano nós ainda vamos regularizar mais de cem quilombos”, destacou.

Ele pontuou, ainda, medidas para avançar com avanços tecnológicos a essas comunidades. “Nós vamos receber um recurso do antigo Fundef, no ano que vem, que é um recurso de precatório, e a gente pretende colocar todas as escolas com internet de fibra ótica, que é um recurso significativo, que vais nos permitir não só levar internet a todas as escolas, mas também a todos os municípios”, pontuou, lembrando que o recurso já está assegurado.

Alcântara - Brandão também comentou a possibilidade de adoção, em Alcântara, de um modelo da Guiana Francesa, onde também existe uma base de lançamento de foguetes, mas com aproveitamento de mão de obra local.

“Os franceses entenderam a importância de absorver a mão de obra local. Então, eles, ao invés de levar franceses para a Guiana Francesa, para a cidade de Kourou, eles aproveitaram a mão de obra de lá, preservando a cultura, e os jovens eles puxaram para as escolas técnico-profissionalizantes, que é o que a gente está fazendo aqui no estado”, afirmou.

Educação - Questionado sobre planos para a área educacional, o governador contestou a informação de que no atual governo houve foco apenas em infraestrutura, com construção de unidades escolares, pelo "Escola Digna", além de reforma e ampliação de escolas estaduais.

“Para transportar os alunos às escolas, distribuímos mais de 200 transportes escolares, pagamos as promoções e progressões dos professores, foram mais de R$ 200 milhões. Professores que faziam seus cursos, suas capacitações, e estavam desmotivados por que isso não aumentava seu salário, não aumentava de posto, de posição. Além disso, a gente fez com que os professores tivessem um dos melhores salários do Brasil”, comentou, ressaltando que não houve greves da categoria nos últimos anos.

Pandemia - No tema “Saúde”, o governador destacou os esforços do Estado no combate à pandemia da Covid-19, pontuando que o estado foi “o que teve o melhor desempenho” do Brasil em meio à crise sanitária.

“O mundo inteiro foi pego de surpresa, era uma coisa nova, nós fizemos um exercício muito grande, não só na construção provisória de hospitais de campanha, mas na ampliação do número de hospitais, leitos de UTI, uma grande contratação de profissionais de saúde, de forma que o Maranhão foi o estado que teve o melhor desempenho no combate à Covid, com muita indicação e liderança do governador Flávio Dino, fez com que a gente tivesse esses resultados positivos. Poderiam ter ido a óbito mais de 10 mil pessoas aqui no Maranhão, e foram vidas salvas”, disse.

Nesta terça-feira (16), a Sabatina Imirante segue, com a participação do candidato do Solidariedade, ex-secretário de Estado da Indústria, Comércio e Energia Simplício Araújo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.