Mercado de trabalho

Já está em vigor lei que institui novo piso salarial da enfermagem

Lei foi sancionada no último dia 4 de agosto; Universidade Ceuma dispõe de graduação em enfermagem na modalidade presencial e on-line.

Publipost / Universidade Ceuma

- Atualizada em 10/08/2022 às 14h17
Estudante do curso de enfermagem da Universidade Ceuma.
Estudante do curso de enfermagem da Universidade Ceuma. (Foto: Divulgação / Universidade Ceuma)

SÃO LUÍS - Foi sancionada, na última quarta-feira (4), a lei que institui o novo piso salarial da enfermagem. A partir de agora, enfermeiros devem receber pelo menos R$ 4.750 por mês. Técnicos de enfermagem devem receber no mínimo 75% disso (R$ 3.325). Já auxiliares de enfermagem e parteiras têm de receber pelo menos 50% desse valor (R$ 2.375).

A lei regulamenta uma emenda à Constituição que fixa um piso salarial para enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras, que foi promulgada pelo Congresso Nacional no dia 14 de julho. Os dois projetos tramitaram paralelamente porque era necessário estar expresso na Constituição que um projeto de lei trataria do piso salarial para a categoria.

Segundo o Conselho Federal de Enfermagem (Confen), são mais de 2,6 milhões de trabalhadores ativos no Brasil nos quatro segmentos da enfermagem, sendo 642 mil enfermeiros, 1,5 milhão de técnicos, 440 mil auxiliares e 440 parteiras. A entidade alerta que o profissional pode ter registro em mais de um segmento.

Enfermagem na Universidade Ceuma

Visando a qualificação de profissionais de excelência para o mercado, a Universidade Ceuma dispõe de corpo docente composto por professores de referência e uma completa estrutura de laboratórios, o que proporciona aos alunos experiências necessárias para sua formação, com salas de simulação equipadas de modernos dispositivos. Além das turmas presenciais, a universidade disponibiliza o curso de enfermagem na modalidade EaD, permitindo ao aluno maior flexibilidade para organizar sua rotina de estudo.

A coordenadora do curso de Enfermagem, Profa. Ma. Caroline V.N Martinelli, destaca os diferenciais da instituição. “Além do suporte estrutural e metodológico, a Universidade Ceuma incentiva a participação dos alunos nas ligas acadêmicas e estimula o envolvimento com projetos de extensão. Temos também a nossa Clínica-Escola Ana Lúcia Chaves Fecury, que propicia aos alunos o contato com a comunidade, os preparando para exercer com maestria a profissão. Nossos alunos do EaD dispõem de tutores e professores reconhecidamente qualificados para tirar dúvidas e fornecer orientações. Todas as aulas práticas e estágios são realizados presencialmente, utilizando nossa estrutura de laboratórios e salas de simulação”, informou a Profa. Ma. Caroline Martinelli.

Agende a sua redação ou utilize a sua nota do Enem para ingressar no curso de Enfermagem EaD. Aqui, você tem a possibilidade de decidir onde e quando iniciar o “modo estudo”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.