RESGATANDO A HISTÓRIA

BNDES financiará restauração do Trapiche Santo Ângelo, em São Luís

Complexo abriga local da primeira prensa de algodão a funcionar de maneira industrial no Brasil.

Imirante.com

Projeção de como ficará Trapiche Santo Ângelo após as obras de restauração
Projeção de como ficará Trapiche Santo Ângelo após as obras de restauração (Divulgação)

SÃO LUÍS - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou apoio de R$ 33,2 milhões, em recursos não reembolsáveis, para a restauração do Trapiche Santo Ângelo, em São Luís (MA). O local é um antigo complexo industrial que integra o conjunto arquitetônico e paisagístico da capital maranhense, cuja área está inserida na Lista de Patrimônio Cultural da Humanidade. O apoio do BNDES, correspondente a 75% do valor do projeto — R$ 44,3 milhões —, faz parte do programa Resgatando a História, iniciativa criada pelo Banco, em conjunto com empresas parceiras, para apoiar a recuperação do patrimônio histórico e do acervo memorial brasileiro.

O projeto, que será executado pela Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph), visa à reintegração do complexo à vida urbana e cultural da cidade. Além do restauro e da requalificação da área, será implementado no local o Centro de Criatividade e Inovação (Cechics), um espaço multiuso voltado para ações de coworking e de economia criativa, com ocupação de artistas, coletivos e grupos culturais por meio de editais de estímulo à produção cultural. Também haverá a concessão de uso de espaço ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA). Ambas as ações estão vinculadas ao fomento de políticas relacionadas à economia criativa e à inovação.

Após a conclusão do projeto, que tem prazo de execução de 36 meses, estima-se que em três das cinco edificações do complexo o público visitante atinja uma média de 30 mil pessoas por ano, entre crianças, jovens, adultos e idosos de diferentes classes sociais. O restauro dos dois outros prédios do complexo permitirá a instalação no local de seis órgãos da administração pública municipal: Secretaria de Planejamento; Secretaria de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais; Secretaria de Administração; Central Permanente de Licitação; Procuradoria Geral do Município; e Controladoria Geral do Município.

O Trapiche Santo Ângelo é um conjunto edificado com quase 20.000m² que concentra parte da memória do passado fabril da cidade e se encontra em processo de arruinamento. O complexo é composto por cinco galpões e duas chaminés, além de áreas livres. Das cinco edificações, uma delas se destaca por ter sido a primeira prensa de algodão, na época do Brasil Colônia, a funcionar de maneira industrial (atual galpão 1); e outra por ter sido um imponente trapiche com características da arquitetura tradicional luso-brasileira associada a um galpão de atividades industriais (atual galpão 3).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.