Eleições 2022

PP veta coligações com o PT nos estados; decisão não afeta o MA, diz Fufuca

Presidente do PP no Maranhão diz que partido não indicou membros para a chapa majoritária.

Ipolítica

- Atualizada em 03/08/2022 às 10h16
André Fufuca garante que decisão nacional não interfere em aliança no Maranhão
André Fufuca garante que decisão nacional não interfere em aliança no Maranhão (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - A direção nacional do Progressistas (PP), anunciou nesta terça-feira (2) um veto a coligações com o Partido dos Trabalhadores (PT) em todos os estados. A manifestação da cúpula do PP ocorreu dias depois de o partido ter entrado na Justiça Eleitoral no Piauí, estado de seu presidente licenciado, ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), numa tentativa de proibir a circulação de imagens que mostrem Bolsonaro com candidatos apoiados pelo partido na disputa ao governo local.

No Maranhão, a siga está em aliança com o governador Carlos Brandão (PSB), que terá como candidato a vice o petista Felipe Camarão.

Apesar disso, garante o presidente estadual da sigla, a decisão nacional não interfere no acordo firmado pela direção maranhense, porque o PP do Maranhão não está na chapa majoritária.

"Interfere zero [a decisão nacional na aliança local]. A decisão da nacional do PP só atinge onde o cabeça de chapa for do PT, o que não é o caso do Maranhão“, declarou.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.