CARTEIRA ASSINADA

Mais de 14 mil novos postos formais de trabalho são criados no Maranhão

De acordo com dados do Novo Caged, somente setor de serviços foi responsável pela geração de 10.889 vagas.

Imirante.com

O mês de maio foi o de maior saldo, totalizando 4.910 vagas de emprego criadas no Maranhão
O mês de maio foi o de maior saldo, totalizando 4.910 vagas de emprego criadas no Maranhão (Divulgação)

SÃO LUÍS - De janeiro a maio deste ano, foram criados 14.011 novos postos de trabalho com carteira assinada no Maranhão. Os dados são do Novo Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Foi o quinto mês consecutivo de números positivos do emprego formal no estado, sendo maio o de maior saldo, totalizando 4.910 vagas geradas. 

O Novo Caged acompanha o desempenho do emprego formal nas atividades de comércio, serviços, indústria, construção civil e agropecuária. 

Dos 14.011 novos postos criados este ano, 10.889 foram gerados pelo setor de serviços, com destaque para as áreas de alojamento e alimentação, informação, comunicação, atividades financeiras e imobiliárias, transporte, armazenagem, educação e saúde. 

A indústria aparece como o segundo setor de maior destaque na criação de vagas de trabalho no estado, com saldo acumulado de 2.197 postos nos primeiros cinco meses do ano. Em seguida, vem o comércio com a criação de 1.713 vagas, especialmente nas áreas do varejo, reparação de veículos automotores e motocicletas.

O setor agropecuário também contribuiu para a geração de emprego este ano no Maranhão, com a criação de 1.184 vagas, distribuídas nos segmentos da agricultura, pecuária, pesca e aquicultura e produção florestal.

De acordo com os dados do Novo Caged, o único dado negativo vem da construção civil, que de janeiro a maio acumula o fechamento de 1.972 postos de trabalho no estado. 

Vagas por perfil

Os números mostram que dos 14.011 novos postos criado no estado, 7.250 foram ocupados por pessoas do sexo masculino e 6.761 por mulheres. Por faixa etária, a maior ocupação ocorreu entre pessoas com idade entre 18 e 24 anos, o correspondente a 8.576 vagas. 

E por grau de instrução, 11.119 postos foram ocupados por trabalhadores com ensino médio completo. Somente 2.542 vagas foram ocupadas por pessoas com ensino superior completo. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.