Fraudes eletrônicas

Plataforma volta a aceitar ofícios de delegacias do MA para recuperação de perfis hackeados

A plataforma que aceitava ofícios enviados pelas delegacias havia passado a recusar os pedidos mas, com o aumento de casos, a plataforma recebeu uma nova determinação do poder judiciário.

Imirante, com informações da PC

- Atualizada em 31/05/2022 às 12h36
Após a invasão das contas, os criminosos modificam o email e telefone cadastrados, impedindo a recuperação.
Após a invasão das contas, os criminosos modificam o email e telefone cadastrados, impedindo a recuperação. (reprodução)

SÃO LUÍS - O juízo da Central de Inqueritos e Custódia de São Luís determinou à empresa META PLATFORMS INC. (Facebook/Instagram/WhatsApp) o cumprimento em 72h, de ofícios expedidos pela Polícia Civil do Maranhão que solicitem a recuperação de contas invadidas ou a desativação de perfis falsos praticando golpes, sob pena de multa diária fixada em dez mil reais.

Após a invasão das contas, os criminosos modificam o email e telefone cadastrados, impedindo a recuperação em muitos casos e anunciam a venda de produtos ou promoções, ocasionando novas vítimas por estelionato e fraude eletrônica.

Até março de 2021, a plataforma aceitava ofícios enviados pelas delegacias e desativavam contas falsas ou promoviam a recuperação das invadidas, mas por decisão interna passaram a recusar os pedidos. Enquanto isso, terceiros com acesso ao portal Help Media concedido pelo Facebook, cobravam altos valores para recuperar as contas das vítimas.

Em virtude do crescimento no número de crimes desse tipo, o delegado titular resolveu recorrer ao poder judiciário que concordou com a medida.

Agora, as vítimas poderão ir diretamente em qualquer delegacia, sem a necessidade de
recorrer ao poder judiciário como vinha sendo exigido, desafogando assim todo o sistema criminal.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.