Curtas e grossas

Ceará x Piaui. A guerra começou

Os dois estados brigam por um pedaço de terra nada desprezível constituído por 13 ricos municípios cearenses e 8 piauienses.

José Ewerton Neto

 

 

Como se não bastasse a guerra da Rússia com a Ucrânia que tantos pavores e dissabores trouxe para a humanidade, eis que outra guerra se anuncia, desta vez em solo pátrio e com tintas bem brasileiras. A do Piauí contra o Ceará.

Valei-nos Padim Padre Cícero! 

Para quem ainda não sabe, os dois estados brigam por um pedaço de terra nada desprezível constituído por 13 ricos municípios cearenses e 8 piauienses. O Ceará teria ocupado as terras indevidamente e o Piauí a quer de volta. O imbróglio já está no STF, o que significa procrastinação a perder de vista. 

É de bom alvitre pensar em alguns aspectos Dessa guerra anunciada estabelecendo inevitável paralelo desta com a que se desenrola em solo europeu. 

1.A guerra da Ucrânia precisou de apenas um psicopata no comando para começar: Vladimir Putin. Ora, político com esses atributos é o que não falta nos dois estados. Especialistas juram que se o STF não decidir favoravelmente ao Ceará nos próximos meses Ciro Gomes mandará invadir o Piauí. 

2.O Estado do Maranhão vizinho de ambos deverá se preparar para o êxodo de fugitivos escapando da guerra. Historicamente eles sempre vieram dar no Maranhão. Aos que argumentam que isso não será problema porque já estamos acostumados é sempre bom lembrar que todo cuidado é pouco. Guerra é guerra!

3. Ao contrário das guerras russas contra Napoleão Bonaparte e Hitler quando os russos tiveram como grande aliado o famoso “General Inverno”, uma guerra do Ceará com o Piauí, pelo contrário, poderá ser decidida pelo “Capitão Verão”. Quem melhor resistir ao sol inclemente vencerá. Foi pensando nisso que os cearenses já estão estocando água de coco em volumes monumentais para seus soldados, enquanto os piauienses estão fazendo o mesmo com suco de caju em caixotes e garrafas e mais garrafas de “cajuína cristalina em Teresina”. 

Os próximos movimentos para impedir a indesejada guerra dependem agora tão somente do STF. Enquanto os piauienses torcem para que a decisão caia nas mãos do piauiense Kassio Nunes os cearenses rezam para que ela caia nas mãos de Alexandre de Moraes. 

O raciocínio é elementar. Alexandre de Moraes deverá pedir a opinião de Lula, e este responderá que prefere o Ceará.

Claro, a população do Ceará é maior, e, consequentemente, lá ele terá mais votos!

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.