Violência em alta

Dois homicídios são registrados na manhã desta segunda-feira (31) em São Luís

Uma das vítimas foi um agente de endemias e o crime ocorreu no João Paulo, enquanto, o outro caso foi registrado em pleno Centro da cidade.

Imirante.com

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h28
O agente de endemias foi morto  e teve o celular roubado
O agente de endemias foi morto e teve o celular roubado (Divulgação)

SÃO LUÍS - Duas pessoas foram mortas na capital durante a manhã desta segunda-feira (31). Segundo a polícia, uma das vítimas foi um agente de endemias e professor de violão, identificado como Deiranilson de Jesus Martins, de 30 anos. Ele foi assassinado a tiros e teve o celular roubado por um casal, no bairro do João Paulo.

A polícia informou que Deiranilson de Jesus estava sentado em uma calçada de uma residência, localizada na rua da Cerâmica, com um celular nas mãos quando foi abordado por um casal, sendo que a mulher estava utilizando uma farda de uma empresa de telefonia móvel.

Ela teria descido da moto e exigido o celular da vítima. Em seguida, a mulher efetuou dois tiros que atingiram a axila de Deiranilson de Jesus. Ainda de acordo com a polícia, a vítima morreu no local e teve o seu roubado.

O casal fugiu em uma motocicleta azul. Guarnições da Polícia Militar realizaram rondas na localidade, mas não conseguiram prender os suspeitos. O caso está sendo investigado como latrocínio (roubo seguido de morte) pela equipe da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP).

Leia também em:

Duas mortes por arma de fogo e um espancamento, segundo IML

Duas mortes violentas nas últimas horas na capital

Área central

A outra morte violenta ocorreu na rua Quinze de Novembro, no Centro, e tendo como vítima José Luís de Jesus Serra, idade não revelada. A polícia informou que a vítima estava discutindo com um homem, identificado como Loirinho, e acabou sendo golpeado de faca.

Os populares levaram José Serra ao Socorrão I, no Centro, mas morreu antes de ser submetido a tratamento cirúrgico. O corpo dele foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, para ser autopsiado. O resultado do exame pericial vai ser encaminhado para a Polícia Civil que está investigando o caso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.