Polêmica

Retorno das aulas presenciais e nota sobre "bolsonarismo" gera polêmica em redes sociais da UFMA

DCE da universidade emitiu nota falando sobre pesquisa falsa para saber da opinião de estudantes sobre retorno das aulas presenciais falando em negacionismo e bolsonarismo; texto foi publicado nos perfis das redes sociais da universidade.

Carla Lima/Editora de Política

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h40

SÃO LUÍS - Uma nota do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) publicada nas redes sociais da instituição gerou polêmica neste sábado, 8, nas redes sociais. A nota diz respeito ao debate de retorno de aulas presenciais e para defender o não retorno dos estudantes, a nota critica o negacionismo e o "bolsonarismo".

Nota do DCE foi publicada também nas redes sociais da UFMA
Nota do DCE foi publicada também nas redes sociais da UFMA

O DCE está debatendo a volta das aulas presenciais, negando que tenha pesquisa sendo realizada para saber a opinião dos estudantes. Nas publicações no perfil da UFMA fala em respeitar a ciência. "Lembrem-se de que nos últimos anos, tem crescido o número de golpes aplicados de forma virtual e que apenas dados como emails e telefones são suficientes para que você seja a próxima vítima. Quanto ao retorno das atividades presenciais, nossa entidade reitera que devemos nos atentar à ciência repudiando o negacionismo e o bolsonarismo que estão ganhando força das universidades", diz a nota.

A nota foi duramente criticada nas redes sociais. Não exatamente por falar em "bolsonarismo", mas sobre o retorno das aulas. Outra crítica diz respeito ao perfil do DCE da UFMA, que segundo os seguidores da universidade, foi publicado errado.

Sobre a polêmica nas redes sociais da instituição, o Imirante entrou em contato com o reitor Natalino Salgado, mas até o momento não obteve resposta.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.