Covid-19 e H3N2

São Luís junta-se a mais de 2 mil cidades em pedido de ajuda federal

Em ofício, Conectar destaca o aumento de gastos em virtude da Covid-19 e da H3N2.

Gilberto Léda

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h41
Testagem para Covid-19 foi ampliada em São Luís
Testagem para Covid-19 foi ampliada em São Luís (Biné Morais/Secom)

SÃO LUÍS - A Prefeitura de São Luís integra o consórcio Conectar que, na quarta-feira (5), encaminhou ao Ministério da Saúde um ofício solicitando apoio ao atendimento ambulatorial, compra de testes rápidos de Covid-19 e de remédios antigripais, diante do avanço da variante ômicron e de surtos de H3N2 em várias cidades do país.

No documento, enviado diretamente ao secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz - e cujos trecho foram divulgados nesta quinta-feira (6) pelo jornal O Globo - o grupo destaca o aumento de gastos em virtude das duas doenças, além da pressão sobre o atendimento ambulatorial, embora não haja sobrecarga em termos de internações.

Segundo o Consórcio, é necessário também ampliar a testagem para identificar aqueles que precisam de isolamento e assim conseguir frear a transmissão da doença, em especial sob a nova cepa Ômicron.

“Pedimos o reforço do envio de teste de antígeno, bem como o apoio a estruturas fixas e móveis de testagem, seja na forma de equipamentos ou financiamento para garantir a contratação das estruturas e das equipes temporárias para apoio da testagem”, afirmam os prefeitos.

O Consórcio também ressalta que a intensa demanda no atendimento ambulatorial gerou um esgotamento dos estoques do Oseltamivir, medicamento usado para tratar casos graves de influenza. Em alguns locais, já há um apagão destes remédios.

“Este medicamento está em falta em diversos pontos da cidade, seja na assistência farmacêutica pública ou até mesmo nas redes privadas. Desta forma, seria de grande valia o envio de estoques adicionais do referido medicamento ou de recursos especiais para que as cidades possam fazer a aquisição".

Com informações de O Globo

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.