Crime de racismo

Montador de móveis denuncia que foi vítima de racismo em São Luís

Jarenildo Silva registrou Boletim de Ocorrência; para amigos do cliente que contratou o montador, foi "uma brincadeira".

Imirante.com, com informações da TV Mirante

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h55
O montador de móveis Jarenildo Silva foi vítima de racismo em São Luís.
O montador de móveis Jarenildo Silva foi vítima de racismo em São Luís. (Reprodução / TV Mirante)

SÃO LUÍS - Um caso de racismo, ocorrido em São Luís no último sábado (4), teve ampla repercussão e provocou revolta na população ludovicense. Contratado para fazer uma mudança em uma residência, o montador de móveis Jarenildo Silva denunciou, em vídeo publicado nas redes sociais, que foi vítima de preconceito de um grupo de amigos do proprietário da casa, que estavam fazendo uma comemoração no local.

Ao chegar na casa, Jarenildo Silva foi provocado pelos amigos do cliente sobre seu atraso. Em seguida, as provocações evoluíram para insultos e agressões físicas. Para os amigos do dono da residência, tudo não passou de "uma brincadeira".

"Já tinha acontecido em outros momentos e lugares, de alguém apontar o dedo, chamar de "neguinho", mas chegar ao ponto que chegou, com mais de 20 minutos de muita gritaria e palavrões, chamando de "negro burro", "você nunca vai chegar a lugar nenhum, nunca vai pisar no lugar onde eu piso", isso tudo foi muito humilhante. Hoje, fui eu. Amanhã, pode ser meu filho ou meu sobrinho. Ou isso pode parar, ou essas agressões físicas e verbais podem ser bem piores lá na frente", lamentou Jarenildo.

Jarenildo Silva registrou um Boletim de Ocorrência e procurou a Comissão de Promoção da Igualdade Racial da Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão (OAB-MA). De acordo com a comissão, o número de denúncias de crimes raciais quase triplicou entre os anos de 2019 e 2021.

Clique aqui e assista ao vídeo completo no GloboPlay.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.