Orgulho maranhense

Maranhense conquista medalha de ouro em competições de educação profissional

"Minha vida vem sendo transformada desde o início dos treinamentos para a competição, tem sido uma experiência enriquecedora", disse a medalhista Pâmela Silva.

Imirante.com

- Atualizada em 26/03/2022 às 19h15
A conquista da maranhense Pâmela Silva aconteceu nesse domingo (31), no Espirito Santo.
A conquista da maranhense Pâmela Silva aconteceu nesse domingo (31), no Espirito Santo. ( Foto: Divulgação)

ESPÍRITO SANTO - A maranhense Pâmela Silva conquistou, na manhã desse domingo (31), medalha de ouro na ocupação de Serviço de Restaurante nas Competições Senac de Educação Profissional. A competição é a maior do país em seu segmento, e visa testar as habilidades dos alunos egressos em provas que simulam as situações reais de trabalho em cada categoria.

O evento aconteceu na cidade de Vitória, Espírito Santo e foi transmitido em tempo real pela internet. As competições finalizaram com as modalidades de Serviço de Restaurante e Cuidados de Saúde e Apoio Social.

Junto à Pâmela, outros nove competidores participaram das provas da ocupação serviço de restaurante. Dentre os desafios que ela teve que realizar, estavam: preparação de jantar fino, com montagem da mise-en-place, identificação e preparação de vinho (que pode ser decantado ou aerado); preparação de jantar casual, com mesa simples, bebidas dosadas, onde foram avaliados a habilidade social, controle dos pedidos, fluxo de atendimento, recolhimento de pratos, taças e talheres, assim como a identificação de bebidas destiladas, entre outras provas.

De acordo com a medalhista maranhense, a experiência foi transformadora assim como todo o projeto desenvolvido. “Minha vida vem sendo transformada desde o início dos treinamentos para a competição, tem sido uma experiência enriquecedora, e o Senac tem aberto muitas portas para mim, todos os contatos que estou tendo e tudo que tenho vivenciado tem sido gratificante demais”, destacou. “Na competição, mantive a tranquilidade e a concentração nas provas, focando em executá-las com mais excelência do que já vinha realizando nos treinamentos, apesar de toda a pressão, então essa medalha de ouro que consegui trazer pro nosso Estado é muito importante pra minha vida profissional e pessoal”, completou.

Pâmela obteve um empate técnico no primeiro lugar com a competidora Rayssa Cerqueira, representante do Espírito Santo. Uma nova seletiva entre as competidoras deve ser marcada para definir quem poderá representar o país nessa modalidade na competição mundial ‎WorldSkills 2022, em Xangai, na China.

Para celebrar a conquista, um coquetel será oferecido às 18h de hoje segunda-feira (1º), no Restaurante Escola do Senac (rua de Nazaré, 242 – Centro Histórico).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.