População

Maranhão tem cerca de 38,6 mil habitantes a mais do que no ano passado

O dado foi publicado na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial da União.

Imirante.com, com informações da Agência Brasil

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h01
Estimativa do IBGE sobre a população foi publicada no  Diário Oficial da União.
Estimativa do IBGE sobre a população foi publicada no Diário Oficial da União. (Foto: Paulo Soares/O Estado)

SÃO LUÍS - O Maranhão atingiu, até 1º de julho de 2021, 7.153.262 de habitantes, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano passado, o Estado tinha 7.114.598 de residentes. Isso significa que há no Maranhão 38.664 habitantes a mais atualmente.

São Luís registrou um total de 1.115.932 habitantes. Quando se fala da Grande São Luís - que reúne a capital, Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar -, o total sobe para 1.656.503 pessoas.

A população brasileira chegou a 213,3 milhões de pessoas em 1º de julho de 2021, de acordo com o IBGE. Em 2020, éramos 211,7 milhões de habitantes.

O dado foi publicado na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial da União. O crescimento estimado da população de 2020 para 2021 foi de 0,74%, de acordo com o IBGE.

A estimativa mostra que os Estados mais populosos são: São Paulo (46,65 milhões), Minas Gerais (21,41 milhões) e o Rio de Janeiro (17,46 milhões).

O país tem três Estados com menos de 1 milhão de habitantes: Roraima (652,7 mil), Amapá (877,6 mil) e Acre (906,9 mil).

Efeitos da Pandemia no efetivo populacional

A pandemia da COVID-19 trouxe uma série de grandes desafios na sociedade, e dando destaque às informações estatísticas como ferramenta para subsidiar decisões do poder público.

Os números da pandemia certamente têm implicações na população. Dados preliminares do Registro Civil e do Ministério da Saúde apontam para um excesso de mortes e uma diminuição dos nascimentos além do esperado.

Contudo, como a pandemia ainda está em curso e devido à ausência de novos dados a respeito da migração, que juntamente com a mortalidade e fecundidade constituem as chamadas componentes da dinâmica demográfica, ainda não foi elaborada uma projeção da população para os Estados e Distrito Federal que incorpore os efeitos do contexto sanitário atual na população.

O próximo Censo Demográfico, que será realizado no próximo ano, trará não somente uma atualização dos contingentes populacionais, como também subsidiará as futuras projeções, fundamentais para compreender as implicações da pandemia sobre a população, não somente no curto, mas também no médio e longo prazo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.