Combate ao crime

Polícia prende 17 suspeitos de tráfico de drogas e faz apreensões no Maranhão

A Operação "Neméia" foi deflagrada na manhã desta terça-feira (3) em São Luís, Bacabeira e Pinheiro.

Imirante.com, com informação da Polícia Civil

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h02
Foram apreendidas armas de fogo que eram utilizadas em crimes.
Foram apreendidas armas de fogo que eram utilizadas em crimes. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

SÃO LUÍS - A Polícia Civil do Maranhão deflagrou, na manhã desta terça-feira (3) a Operação "Neméia", que resultou na prisão de 17 pessoas, bem como no cumprimento de outros 17 mandados de busca e apreensão em desfavor de integrantes de associação criminosa voltada para o tráfico de drogas com atuação em vários municípios do Maranhão.

A ação policial cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão nos município de São Luís, Bacabeira e Pinheiro.

A investigação durou, aproximadamente, nove meses, e houve a apreensão de grande quantidade de cocaína e maconha, que era movimentada por essa associação criminosa. Também foram apreendidas armas de fogo que eram utilizadas em crimes.

Ainda segundo a Polícia Civil, entre os presos, sete deles já se encontravam recolhidos no sistema prisional e praticavam crimes por intermédio de terceiros.

Durante os cumprimentos dos mandados, foram apreendidas drogas, munição e duas armas de fogo, sendo apreendida, inclusive, uma submetralhadora semiautomática, calibre .40, no município de Pinheiro. Dois indivíduos foram também autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo.

Além disso, no município de Bacabeira, foram encontrados diversos celulares enrolados em espumas que seriam arremessados para dentro do presídio, segundo a polícia.

Os presos foram encaminhados ao sistema prisional onde ficarão à disposição da Justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.