Imunização

Vacinação contra a Covid-19 em São Luís iniciará em três etapas a partir desta quarta-feira (20)

Nesta sexta-feira (15), o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), apresentou o Plano Municipal de Vacinação.

Adriano Soares / Imirante.com

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h04
Prefeito Eduardo Braide ao lado do secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, em apresentação do Plano Municipal de Vacinação.
Prefeito Eduardo Braide ao lado do secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, em apresentação do Plano Municipal de Vacinação. ( Foto: Divulgação / Prefeitura de São Luís)

SÃO LUÍS – O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), apresentou, na manhã desta sexta-feira (15), o Plano Municipal de Vacinação da Covid-19. A previsão é que a população da capital maranhense comece a ser imunizado na próxima quarta-feira (20), em três fases iniciais.

Leia também:

Vacinação contra o novo coronavírus deve iniciar na próxima quarta-feira (20), diz Braide

Maranhão vai receber pacientes com Covid-19 vindos do Amazonas

As doses da vacina estão previstas para chegarem em São Luís na segunda-feira (18). Na terça-feira (19) será feita toda a logística de distribuição e na quarta-feira pela manhã a imunização deve começar. “Teremos toda estrutura necessária para que as pessoas possam ser vacinadas em São Luís”, disse Eduardo Braide, em entrevista à TV Mirante.

Etapas

Em São Luís, em consonância com o Plano Nacional de Vacinação para a Covid-19, a vacinação deve ocorrer por etapas obedecendo a critérios logísticos de recebimento e distribuição das doses pelo Ministério da Saúde.

As etapas desenhadas pela equipe técnica do Ministério da Saúde priorizam grupos, que levam em conta informações sobre nuances epidemiológicas da Covid-19 entre os brasileiros, bem como, comorbidades e dados populacionais.

Primeira etapa

De acordo com Eduardo Braide, a vacinação será realizada em três etapas, cada uma com duração de sete semanas. A primeira, que terá início nesta quarta-feira (20), será destinada a profissionais da saúde e pessoas acima de 60 anos em Instituições de Longa Permanência (ILPs). A população total estimada para esta primeira fase é de 37.060 pessoas.

Essa primeira etapa da vacinação será realizada no Centro Municipal de Vacinação cujo endereço será divulgado nos próximos dias pela Prefeitura. O espaço terá área de triagem para investigar se o paciente tem condições de ser imunizado. A triagem é fundamental porque quem estiver infectado pelo coronavírus ou quem já teve a Covid-19 só poderá ser vacinado 28 dias após a suspenção dos sintomas.

O Centro também terá sala de apoio onde o cidadão ficará em observação por alguns minutos após a aplicação da dose da vacina para verificar o surgimento de algum possível efeito colateral. Havendo manifestações adversas, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestarão o primeiro atendimento. Se houver o agravamento do quadro e a necessidade de remoção do paciente para uma unidade de saúde, a unidade definida como referência para este tipo de atendimento em São Luís é o Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão II).

Segunda etapa

Já a segunda etapa do plano de vacinação tem como público-alvo pessoas acima de 60 anos. Com sete semanas de duração, a fase prevê imunizar 79.383 pessoas em São Luís.

Terceira etapa

A terceira etapa da vacinação será destinada a pessoas que apresentam alguma comorbidade, diabetes mellitus, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer, obesidade grave (IMC≥40).

Nesta terceira fase, de acordo com o Plano Municipal de Vacinação, estão inclusos também trabalhadores da educação, pessoas com deficiência permanente severa, membros das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema de privação de liberdade, trabalhadores do transporte coletivo, transporte aéreo, transportadores rodoviários de carga, população privada de liberdade e pessoas com deficiência permanente e população em situação de rua. A meta, nesta fase, é imunizar 31.358 pessoas.

De acordo com Eduardo Braide, o município de São Luís já tem a quantidade necessária de agulhas e seringas para todas as três fases prioritárias da vacinação. Outra novidade anunciada pelo prefeito foi a criação do Centro Municipal de Vacinação que, segundo ele, vai servir também para aplicação da vacina nas fases posteriores. “Vamos ter toda uma logística de distribuição da vacina nesse espaço. Teremos salas de triagem, cabines para a pessoa se vacinarem com toda a estrutura necessária”, explicou o prefeito de São Luís.

Insumos

Ainda segundo o Plano Municipal de Vacinação, o quantitativo aproximado para seringas e agulhas a serem usadas durante a campanha, no cenário atual, é de 326.268, sendo que 81.532 são para a primeira fase, 175.743 para a segunda fase e 68.988 para a terceira fase.

Vacinação

Nessa quinta-feira (14), durante uma reunião por videoconferência, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou aos prefeitos das datas programadas pelo Governo Federal para dar início à campanha nacional de imunização. Também nessa quinta, uma missão coordenada pelo Ministério da Saúde partiu para a Índia para buscar dois milhões de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo consórcio da farmacêutica britânica AstraZeneca e da Universidade de Oxford. O lote foi fabricado pelo laboratório indiano Serum e importado pela Fiocruz.

Também serão disponibilizadas seis milhões de doses da vacina Coronavac, desenvolvida pela parceria Sinovac-Butantan. A previsão do ministério é que até o domingo (17), a Anvisa autorize o uso emergencial das vacinas. Havendo aprovação, na segunda-feira (18), as doses serão distribuídas aos estados e, por fim, aos municípios para que seja iniciada a vacinação na quarta-feira (20), às 10h, em todas as cidades brasileiras. A distribuição das duas vacinas será feita de forma proporcional, levando em consideração o quantitativo de pessoas do público-alvo em cada município.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.