Prisão e apreensão

Operação da PF combate contrabando de cigarros na capital

Policiais federais realizaram prisão e apreensão na manhã desta terça-feira (20).

Imirante.com, com informações da Assessoria da PF

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h05
Operação combate contrabando de cigarros. Foto: Divulgação/PF.
Operação combate contrabando de cigarros. Foto: Divulgação/PF.

SÃO LUÍS - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira (20), na região central de São Luís, a operação “Manduca”, com a finalidade de reprimir crimes de contrabando de cigarros na região metropolitana da capital maranhense.

Até o momento, os policias federais apreenderam R$ 30 mil em espécie, e uma pessoa, cujo nome não foi revelado, foi presa em flagrante.

A operação está sendo coordenada pela Delegacia de Combate aos Crimes Patrimoniais e ao Tráfico de Armas (Delepat/Drcor/SR/PF/MA) e teve início após duas apreensões de cargas de cigarros realizadas pela Polícia Militar do Estado do Maranhão no primeiro semestre deste ano. Após as apreensões, a Polícia Federal deu continuidade às investigações e conseguiu identificar o proprietário da carga apreendida.

Parte do material apreendido pela Polícia Federal. Foto: Divulgação/PF.
Parte do material apreendido pela Polícia Federal. Foto: Divulgação/PF.
 Foram apreendidos R$ 30 mil em espécie. Foto: Divulgação/PF.
Foram apreendidos R$ 30 mil em espécie. Foto: Divulgação/PF.

Participam da operação um efetivo de 22 policiais federais para o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão.

As ordens judiciais foram expedidas pela 2ª Vara Criminal da Seção Judiciária do Estado do Maranhão em decorrência de representação apresentada pela Autoridade Policial que preside o Inquérito.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder pelos crimes de contrabando (Art. 334-A do CPB) e associação criminosa (Art. 288 do CPB), com penas que podem chegar a oito anos reclusão.

A denominação “Manduca” diz respeito ao nome científico de uma espécie de lepidóptero, a manduca sexta, que se alimenta da planta herbácea nicotiana tabacum, cultivada para a produção de tabaco e fumígenos em geral.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.