Educação

Professores do Liceu e Colégio Militar recebem tablets

Imirante.com, com informações da Seduc

- Atualizada em 27/03/2022 às 12h01

SÃO LUÍS – Teve início, nesta terça-feira (29), a entrega de tablets educacionais aos professores do Colégio Militar Tiradentes e do Liceu Maranhense. Ao todo, receberão os equipamentos 112 docentes do Liceu e 52 do Colégio Militar.

A ação faz parte do cronograma de distribuição dos aparelhos adquiridos por meio do Programa Nacional de Tecnologias Educacionais (Proinfo), que prevê a entrega de 15.171 aparelhos no Estado, abrangendo todos os professores da rede estadual que estejam em atividades de sala de aula no ensino médio.

Ao receber o aparelho o professor passa por uma capacitação, que visa familiarizar o docente com a nova ferramenta educacional. "O foco central é autoformação do professor, possibilitando o acesso à tecnologia, além da utilização do tablet em favor da aprendizagem do aluno", explica a formadora do Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE), da Seduc, Suelma Paixão. "Com o tablet educacional, o professor terá acesso direto aos portais de educação e aplicativos para o uso profissional, além da inserção à cultura digital", destacou.

A capacitação tem como objetivo orientar os professores sobre as funcionalidades do aparelho, bem como propor estratégias pedagógicas de inserção do aparelho no cotidiano da sala de aula. "As capacitações contribuem para que os tablets não se tornem um aparelho sem uso, desconectado da realidade de sala de aula e sem atingir a finalidade a que foi proposto o seu investimento", disse Ana Luzia Brandão, que está ministrando as formações nas escolas.

"Acho importante porque possibilita a integração do professor ao mundo digital e facilita o trabalho em sala de aula", comentou o professor de Filosofia e Sociologia, do Colégio Militar, Rogério Andrade.

A orientação é que o aparelho deverá ser usado exclusivamente em atividades relacionadas à instituição, como pesquisas e auxílio durante as aulas. "Em uma sociedade que caminha para utilização plena das plataformas digitais, o professor e a sala de aula não podem ficar defasados. O tablet vai me auxiliar no planejamento das aulas, na exposição de conteúdos e na utilização do sistema de gestão da Seduc", avaliou a professora de matemática do Liceu, Renata Ferreira, ao receber o equipamento.

No mesmo sentido, complementa o gestor do Liceu, Deurivan Rodrigues Sampaio. "A utilização dos tablets será de grande utilidade em sala de aula, pela importância de domínio das novas tecnologias digitais pelos professores. Os tablets já vêm equipados com materiais pedagógicos e aplicativos destinados à aprendizagem, possibilitando ao professor um diálogo mais próximo com os alunos da era digital", afirmou.

Configuração

O aparelho possui acesso à internet sem fio e traz aplicativos desenvolvidos para a área educacional. O tablet dos docentes funciona com sistema operacional Android 4.0, tem memória RAM de 512MB, tela LCD de sete polegadas, microfone, alto-falantes, câmera integrada e capacidade de armazenamento de 16GB, podendo ser ampliado com a utilização de um cartão de memória.

Proinfo Integrado

O uso de tablets no ensino público é uma das ações do Proinfo Integrado, programa de formação voltada para o uso didático-pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no cotidiano escolar, articulado à distribuição dos equipamentos tecnológicos nas escolas e à oferta de conteúdos e recursos multimídia e digitais.

Foram pré-requisitos para definir por onde começar a distribuição de

tablets: ser escola urbana de ensino médio, ter internet banda larga, laboratório do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo) e rede sem fio (wi-fi).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.